MUDANÇA CLIMÁTICA

Pela primeira vez um urso polar é visto comendo um golfinho

O aquecimento está reduzindo seu hábitat e os obriga a serem mais oportunistas na dieta

Urso polar se alimenta dos restos de um golfinho-de-bico-branco em julho de 2014.
Urso polar se alimenta dos restos de um golfinho-de-bico-branco em julho de 2014.Samuel Blanc / www.sblanc.com

O urso polar é conhecido por ser um predador oportunista, mas nunca havia tido a oportunidade de provar carne de golfinho, segundo uma equipe de cientistas noruegueses que os observaram pela primeira vez se alimentando desses mamíferos marinhos. A primeira imagem foi feita em abril do ano passado, mas durante o verão e o outono de 2014 chegou-se a observar até seis diferentes ursos polares comendo os cadáveres de sete golfinhos brancos que não costumam aparecer em águas tão ao norte nessa época do ano.

MAIS INFORMAÇÕES

A hipótese que os investigadores do Instituto Polar Norueguês consideram é que os golfinhos pertenciam à mesma família, que teria ficado presa sob o gelo, circunstância aproveitada pelos ursos enquanto os golfinhos buscavam ar em algum buraco. “Nós nos surpreendemos porque golfinhos nunca haviam sido vistos nesta zona. Cremos que o urso os caçou com uma técnica similar à que usam para matar focas”, afirmou à revista New Scientist o cientista Jon Aars.

Urso polar macho com o cadáver de um golfinho semienterrado na neve para conservação.
Urso polar macho com o cadáver de um golfinho semienterrado na neve para conservação.Jon Aars/Norwegian Polar Institute

Chama ainda mais atenção o fato de que o urso tinha consumido a maior parte do golfinho e estava no processo de encobrir um segundo cadáver, quase intacto, sob a neve (na foto). Esse comportamento de armazenar comida para o futuro é considerado atípico nos ursos polares, observam os pesquisadores em seu estudo publicado na revista Polar Research.

Os ursos polares utilizam os buracos no gelo marinho para caçar focas, mas são predadores oportunistas e detritívoro com uma longa lista de espécies em seu cardápio. Os golfinhos foram capturados no fiorde de Svalbard, no Ártico norueguês, e a primeira ocorrência observada do urso comendo esse mamífero marinho foi em 23 de abril de 2014. Os golfinhos-de-bico-branco costumam se aproximar dessas águas no verão, mas até agora não tinham sido vistos tão ao norte na primavera. Os cientistas supõem que ficaram presos no gelo por causa de fortes ventos do norte registrados dias antes.

Os cientistas preveem que, à medida que as mudanças climáticas se tornem mais pronunciadas, será mais comum ver os ursos polares se alimentando de presas pouco usuais. O aquecimento do Ártico está mudando significativamente o ecossistema e as relações entre as espécies, uma tendência que se tornará mais evidente conforme o hábitat do urso polar se reduza nas próximas décadas.

MAIS INFORMAÇÕES

Arquivado Em: