Apple entra no índice Dow Jones

O fabricante do iPhone substituirá o operador de telecomunicações AT&T

Tim Cook, CEO da Apple.
Tim Cook, CEO da Apple.Marcio Jose Sanchez (AP)

A Apple, empresa com maior valor de mercado do mundo, entra no índice Dow Jones, o indicador de referência de Wall Street. A fabricante do iPhone, do iPad e dos computadores Mac tomará o lugar da empresa de telecomunicações AT&T. As ações da empresa de tecnologia de Cupertino (Califórnia) são negociadas na Nasdaq e são as principais do índice S&P 500, integrado pelos maiores grupos dos Estados Unidos.

Mais informações
Novo iPhone puxa lucro da Apple, que bate recorde no trimestre
AppStore, loja de aplicativos da Apple, bate recordes de venda
Steve Jobs continua registrando patentes mesmo depois de morto
A verdade oculta das ‘empresas de garagem’ do Vale do Silício

A chegada da Apple a esse seleto clube era esperada havia anos, desde sua chegada com força ao mercado de telefonia celular, com seus aparelhos interativos. Só que o preço de suas ações criava um problema, porque qualquer alteração no valor da empresa poderia arrastar junto o índice Dow Jones, que é calculado pela média dos preços das ações das 30 empresas que o compõem. Isso acontecia quando o preço por ação atingiu 700 dólares, em setembro de 2012.

Mas em junho de 2014 a Apple desdobrou cada uma de suas ações em sete. Seu preço deixou de ser obstáculo a sua inclusão, porque passou a ficar no nível médio do índice. As ações do Goldman Sachs, da 3M, da IBM e da Boeing têm preço unitário superior ao das ações da Apple, que ficará em quinto no cálculo. A multinacional dirigida por Tim Cook tem valor de mercado que chega a 750 bilhões de dólares. A Microsoft, a Cisco e a Intel são as outras empresas de tecnologia no índice. Ela também estará ao lado de grandes nomes do setor de consumo, como Walmart, Coca-Cola e Disney.

O ingresso foi possível também porque a Visa fez um desdobramento de suas ações, o que abriu espaço para a entrada de outra empresa de tecnologia. O comunicado será feito em 18 de março, no fechamento do mercado. Não é apenas um novo marco na história da empresa fundada por Steve Jobs, mas também um sinal da transformação pela qual passa o tecido empresarial dos EUA e a economia em geral. A AT&T é uma das integrantes mais antigas do índice.

Além disso, o anúncio do Dow Jones é feito quando a Nasdaq toca o maior valor dos últimos 15 anos, atingido antes do estouro da bolha do setor de tecnologia. A mudança mais recente no índice que simboliza o poder de Wall Street se deu em setembro de 2013, quando Goldman Sachs, Nike e Visa entraram no lugar de Bank of America, Alcoa e Hewlett-Packard. A Apple programou para segunda-feira evento para apresentar novos produtos.

As ações da Apple valem agora cerca de 130 dólares. O primeiro trimestre de seu ano fiscal foi encerrado com lucro de 18 bilhões de dólares e vendas de 74,6 bilhões de dólares, números nunca antes vistos na história empresarial mundial. Esse desempenho se deve ao iPhone, que gera 68% de sua receita global, com 51,200 bilhões de dólares. E a empresa tem no caixa 178 bilhões de dólares.

As ações da Apple subiram 1,6% depois do anúncio do Dow Jones. Alguns analistas acreditam que seu valor de mercado possa chegar ao bilhão de dólares em poucos anos. A companhia se valorizou em quase 1.000% nos últimos seis anos, depois do tombo em Wall Street devido à crise financeira. Caso a referência seja a bolha de tecnologia, o aumento é de 2.700%. A AT&T vale 175 bilhões de dólares.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS