Futebol

Pelé deixa a UTI

Ex-jogador brasileiro apresenta boa evolução clínica

Agencias
Pelé, em junho.
Pelé, em junho.Nelson Antoine / AP

Pelé recupera-se bem de sua infecção renal e deixou a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital Albert Einstein em São Paulo, informou o centro de saúde na terça-feira. O mítico ex-jogador brasileiro tem apenas um rim porque passou por uma cirurgia para a extração do direito “quando ainda era jogador”, revelou no fim de novembro a imprensa brasileira, apontando como possível motivo a detecção de um tumor.

A lenda do futebol mundial, de 74 anos, não precisou fazer hemodiálise pelo terceiro dia consecutivo e, segundo os médicos, alimenta-se bem e andou pelo quarto do hospital onde está internado. Lúcido e alimentando-se bem, mantém boas condições e recebe antibióticos por via endovenosa, diz o hospital onde Pelé está internado há oito dias por problemas renais.

Mais informações

O rei do futebol está em observação para que os médicos possam verificar se o rim consegue filtrar o sangue de maneira adequada. Ele foi internado no dia 24 de novembro no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por causa de uma infecção urinária. O documento oficial divulgado pelo hospital informa que o Rei Pelé já consegue andar e seu ânimo melhorou muito. O boletim médico diz ainda que não houve necessidade de retomar o suporte renal e que o paciente está sob cuidados semi-intensivos.

No dia 15 de novembro, Pelé recebeu alta de um hospital de São Paulo após passar por um procedimento cirúrgico para a retirada de cálculos. O ex-jogador foi hospitalizado com dores abdominais depois de cancelar um evento em Santos. Os exames realizados no tricampeão mundial detectaram a presença de cálculos no rim, na uretra e na bexiga, o que afetou o fluxo urinário.

Mais informações