Michael Schumacher

Família de Schumacher continua otimista com sua recuperação

Site do piloto é reativado 20 anos após a vitória de seu primeiro campeonato de Fórmula 1

Michael Schumacher, em janeiro de 2006.
Michael Schumacher, em janeiro de 2006.TONY GENTILE (REUTERS)

Em 29 de dezembro do ano passado, o mundo do esporte ficou chocado com a notícia do grave acidente que sofreu Michael Schumacher enquanto esquiava na estação de Méribel, nos Alpes franceses. Quase um ano depois do terrível incidente, a família do sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1 continua otimista em relação à saúde do esportista e esperançosa com sua recuperação, e aproveitou que nesta quinta-feira se comemora os 20 anos do primeiro campeonato do mundo conquistado por Schumacher em Adelaide (Austrália) para reativar o site do esportista, de 45 anos.

MAIS INFORMAÇÕES

“Continuamos recebendo diariamente mensagens desejando a rápida recuperação de Michael e continuamos sem palavras pela quantidade de demonstrações de afeto que recebemos. Só podemos agradecer por estarem ao nosso lado e ao lado dele nesta luta. As palavras de alento nos ajudam a apoiá-lo”, escreveram em uma mensagem no site que repassa sua trajetória profissional.

A família, no entanto, não forneceu nenhum dado sobre o estado de saúde de Michael Schumacher, que continua em processo de recuperação em sua casa na Suíça. O ex-piloto passou vários meses em coma devido a uma lesão cerebral causada pelo acidente. A todo momento a família quis preservar a intimidade do esportista e poucos detalhes foram divulgados sobre sua convalescença durante todo este tempo. Embora depois das declarações de seu médico, sabe-se que é provável que o piloto consiga se recuperar. Em declarações realizadas em outubro ao Le Parisien, Jean-François Payen, chefe do departamento de anestesia e reanimação do hospital de Grenoble, no qual Schumacher esteve internado durante seis meses, assegurou que o campeão do mundo “está em condições muito favoráveis para facilitar sua recuperação”. O médico, que visitou Schumacher em sua residência na Suíça e quando o piloto esteve em um hospital de Lausanne, não deu mais detalhes, só informou que o piloto não está em coma e falou de um tempo de recuperação que pode durar entre um e três anos.

Arquivado Em: