Acidente com Bianchi deixa Fórmula 1 em suspense

O piloto francês perdeu o controle de seu Marussia e se chocou contra o guindaste que retirava o carro de Sutil, acidentado no final da corrida Bianchi foi levado ao hospital em estado grave

Os médicos tentam retirar Bianchi do carro.
Os médicos tentam retirar Bianchi do carro.HIROSHI YAMAMURA (EFE)

A Fórmula 1 está apreensiva com o estado de saúde de Jules Bianchi, piloto de 25 anos da Marussia, que sofreu um grave acidente no final do Grande Prêmio do Japão. O francês chocou-se contra o guindaste que retirava o Sauber de Adrian Sutil a nove voltas do fim da corrida. Bianchi foi levado em uma ambulância ao Hospital Geral de Mie, onde passou por uma cirurgia. Seu estado é de extrema gravidade, já que apresenta lesões severas na cabeça. Depois da intervenção, foi transferido para a UTI.

“Está com um hematoma na cabeça”, explicou Philippe, o pai do piloto. “Teremos de esperar 24 horas para saber algo mais”.

O acidente aconteceu na 45ª volta, em uma curva rápida com pouco escape. Uma volta antes, Adrian Sutil impactou contra as barreiras na mesma área e um guindaste foi mandado ao lugar para retirar seu carro. Nesse momento, a direção da corrida decidiu retirar a bandeira amarela, que indica que os pilotos devem diminuir a velocidade, para que os operários pudessem remover o carro do alemão. Entretanto, Bianchi perdeu o controle de seu Marussia e colidiu lateralmente com o guindaste. O safety car entrou em cena imediatamente. Pouco depois, a corrida foi suspensa e veio o anúncio de que não seria retomada. A intenção inicial era trasladar Bianchi de helicóptero, mas concluíram que seria mais conveniente levá-lo de ambulância.

Jules Bianchi, piloto da Marussia.
Jules Bianchi, piloto da Marussia.VALDRIN XHEMAJ (EFE)

“É uma curva rápida onde, se tudo estiver no lugar, não tem por que acontecer nada. Mas se algo dá errado, você vai para fora”, declarou Sutil, que saiu ileso de seu acidente. “Eu sofri aquaplanagem e o Jules também”, acrescentou o piloto alemão.

“O piloto está inconsciente. Foi para o hospital de ambulância porque o helicóptero não podia voar com esse tempo”, explicou um porta-voz da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) depois de saber as primeiras notícias sobre o estado de saúde de Jules Bianchi. “Já passamos por isso anos atrás. Sem dúvida é pela pressão da TV, da mídia. Acredito que a direção da corrida fez tudo o que podia. É impossível prever um acidente como esse. Agora temos de aprender com isso e evitar que se repita”, declarou Sebastian Vettel sobre o acidente de Bianchi. “É difícil, muito difícil, requer muita atenção. Em todo caso, quando começou a chover, ficou muito mais complicado. Pelo que sabemos, um momento infeliz e uma posição infeliz levaram ao acidente. Todos os nossos pensamentos estão com ele. Aqui é fácil cometer um erro, todos sabemos e todos desejamos que cheguem boas notícias”, finalizou o atual campeão mundial de Fórmula 1.