michael schumacher

Schumacher deixa o hospital

Quase três meses depois de sair do coma, o alemão é transferido à sua casa, na Suíça

Schumacher, em 2012.
Schumacher, em 2012.

Michael Schumacher volta para casa. O heptacampeão de Fórmula 1, de 45 anos, abandona o Hospital de Vaud (CHUV), em Lausana (Suíça), onde passava por um processo de reabilitação das lesões provocadas pelo grave acidente de esqui que sofreu na estação de Meribel, nos Alpes franceses, em 29 de dezembro do ano passado.

A notícia foi dada por Sabine Kehm, porta-voz de Schumacher, que transmitiu o comunicado da família. "Ele ainda tem um longo e difícil caminho por diante", detalhava a nota, segundo a Reuters. "Daqui em diante a reabilitação de Michael será feita em sua casa. Considerando as graves lesões que sofreu, teve um progresso nas últimas semanas e meses", abundava.

Mais informações

O Kaiser começa uma nova etapa de sua dura reabilitação. Quando saiu do coma, em junho passado, o piloto foi levado do Hospital de Grenoble, na França, a Lausana, na Suíça, mais próximo da granja Grivins na qual vive sua família. Naquela ocasião, se soube que o piloto já abria os olhos em alguns momentos e que respirava de forma autônoma, embora não podia nem falar nem se mover.

O acidente ocorreu quando o alemão perdeu o controle de seus esquis e caiu de cabeça em uma rocha. Uma equipe de resgate levou o piloto em helicóptero até o hospital de Moutiers e de lá foi  transportado, em coma, ao de Grenoble. Schumacher foi então submetido a duas operações cerebrais para estabilizar sua situação clínica e reduzir os edemas provocados pelo golpe.