Basquete | NBA

LeBron James volta ao Cleveland

O astro da NBA retorna ao time que deixou em 2010 após jogar quatro finais e ganhar dois anéis com o Miami Heat

LeBron James, com os Cavaliers em 2009.
LeBron James, com os Cavaliers em 2009.Lori Shepler (AP)

LeBron James quer ser profeta em sua terra. Quatro anos após a sua polêmica contratação pelo Miami, anunciada ao vivo por uma rede de televisão de alcance nacional nos Estados Unidos, ele decide tomar o caminho de volta para Cleveland. Volta para o Cavaliers, para o time no qual jogou as sete primeiras temporadas de sua carreira, desde que foi escolhido com o número do draft em 2003, até que optou por se reunir, no verão de 2010, com Dwyane Wade e Chris Bosh em Miami.

Eu me vejo como um mentor e estou emocionado por estar junto a alguns garotos jovens e com talento"

A frustração das sete primeiras temporadas nas quais não pôde levar o título para Cleveland – só conseguiu colocar seu time em uma final, a da temporada 2006-2007, na qual foram derrotados pelo San Antonio (4-0) –, deixou uma conta pendente em seu ânimo. Agora, depois de ter participado das últimas quatro finais e ganhado dois anéis com o Miami, LeBron enfrenta o desafio de triunfar em casa. Nascido em Akron (Ohio), estudou na escola de Saint Vincent-Saint Mary daquela cidade, onde mantém a sua casa. Ali ele passou de herói a um dos personagens mais odiados quando decidiu deixar o Cavaliers. Essa rejeição se generalizou entre os torcedores dos EUA e LeBron se tornou uma das figuras mais mal avaliadas pelo público.

A avaliação foi melhorando com seus êxitos e seu comportamento nas quadras. Em uma longa carta publicada na Sports Illustrated, LeBron explica: "Não vou dar uma coletiva de imprensa ou uma festa. É hora de começar a trabalhar. Quando saí de Cleveland, tinha uma missão. Queria ganhar campeonatos, e ganhamos dois. Já conheço essa sensação em Miami. Nossa cidade (Cleveland) não vive essa sensação há muito, muito tempo. Meu objetivo continua sendo ganhar o máximo de títulos possíveis, não resta dúvida. Mas o mais importante para mim é trazer um título para Ohio. Sempre pensei que gostaria de voltar para Cleveland e terminar minha carreira aqui".

LeBron James explica os motivos de seu retorno a Cleveland na Sports Illustrated
LeBron James explica os motivos de seu retorno a Cleveland na Sports Illustrated

LeBron aponta sua família como uma das causas que o levaram a decidir deixar Miami e voltar para Cleveland. "Tenho dois filhos e minha esposa, Savannah, está grávida de uma menina. Comecei a pensar sobre como seria criar minha família na minha cidade natal. Olhei para os outros times, mas não ia deixar Miami para ir a qualquer lugar exceto Cleveland. Quanto mais tempo passava, mais feliz me sentia. É isso que me deixa feliz".

Não vou dar uma coletiva de imprensa ou uma festa. É o momento de trabalhar"

O Rei ou O Escolhido, como é apelidado, admite que não será fácil ganhar o título no próximo ano. "Sou realista. Será um longo processo. Vou entrar em uma situação com um time jovem e um novo treinador. Vejo-me como um mentor e estou animado por estar ao lado de alguns jovens talentosos. Acho que posso ajudar Kyrie Irving a se tornar um dos melhores armadores da nossa Liga. Acredito que posso ajudar Tristan Thompson e Dion Waiters a melhorar o seu nível. E estou ansioso para encontrar novamente com Anderson Varejão, um dos meus melhores companheiros".

LeBron, aos 29 anos, assinará o contrato mais alto que o Cleveland pode lhe oferecer: quatro anos e 94,5 milhões de dólares, 210 milhões de reais. Os Cavaliers conseguiram de novo o privilégio de escolher o número um do draft em junho passado e optaram por recrutar o canadense Andrew Wiggins, da Universidade de Kansas. O time de Ohio, que na última temporada contou 33 vitórias e 49 derrotas, também contratou como treinador David Blatt, o técnico que levou o Maccabi de Tel Aviv à conquista do último título da Euroliga.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: