GP DA AUSTRALIA

Hamilton consegue a primeira pole; Alonso é quinto e Massa, o nono

Raikkonen bate sua Ferrari no Q2 do primeiro Grande Prêmio da temporada ● Pela primeira vez desde 2012, Vettel fica fora do Q3 ● Ricciardo, companheiro de equipe do tetracampeão, sairá em segundo

Hamilton levanta água do asfalto durante a classificação.
Hamilton levanta água do asfalto durante a classificação.PAUL CROCK (AFP)

O primeiro treino de classificação do Mundial de Fórmula 1 começou com surpresa. Todo mundo parecia tranquilo na primeira sessão, até que apareceu a chuva e bagunçou tudo. Foi uma circunstância que acabou sendo decisiva para alguns pilotos. A maioria dos favoritos já havia marcado um tempo e, portanto, conseguiu passar para a rodada seguinte. Mas tanto na segunda como na terceira etapas o sofrimento continuou para todo mundo. A primeira pole do ano ficou com um nome clássico: Lewis Hamilton. O britânico, de 29 anos, soube manter a calma diante das circunstâncias adversas e realizou uma volta espetacular para superar o australiano Daniel Ricciardo, estreante com a Red Bull, e o alemão Nico Rosberg. Fernando Alonso ficou na quinta posição, atrás do McLaren de Magnussen, e Felipe Massa, agora na Williams, vai largar em nono.

O grid

Primeira fila.
Lewis Hamilton (R.U./Mercedes-AMG)
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault)
Segunda fila.
Nico Rosberg (ALE/Mercedes-AMG)
Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes)
Terceira fila.
Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault)
Quarta fila.
Nico Hülkenberg (ALE/Force India-Mercedes)
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault)
Quinta fila.
Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes)
Jenson Button (R.U./McLaren-Mercedes)
Sexta fila.
Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault)
Sétima fila.
Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari)
Kamui Kobayashi (JPN/Caterham-Renault)
Oitava fila.
Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes)
Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes)
Nona fila.
Max Chilton (R.U./Marussia-Ferrari)
Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari)
Décima fila.
Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault)
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault)
Décima primeira fila.
Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault)
Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari)

O primeiro grid da temporada confirmou que a Mercedes tem mesmo o melhor carro do momento, tal como havia demonstrado na pré-temporada. Mas o treino de classificação também revelou que a situação da Red Bull é muito menos catastrófica. A reação da equipe de Adrien Newey foi fulminante nas últimas semanas. De ver seus carros perambular perdidos pela pista nos últimos testes, a equipe da marca de bebidas energéticas passou a lutar pelas primeiras posições. Vettel falhou no Q2, mas Ricciardo mostrou as possibilidades reais da Red Bull. A Ferrari também está na briga, com um Alonso capaz de tirar o melhor do carro em todas as condições. “Era o máximo que podíamos fazer”, disse o espanhol, depois de terminar em quinto. “O objetivo na corrida é basicamente terminar. Melhor ou pior vamos ver. Mas o que pretendo é acabar”, acrescentou.

As surpresas começaram já na primeira parte, quando o francês Romain Grosjean, da Lotus, ficou de fora e reclamou amargamente de sua equipe, após ter sofrido uma saída de pista por culpa da água. Nas duas etapas seguintes, a chuva continuou decisiva. E a primeira grande surpresa aconteceu na segunda parte, quando o atual campeão mundial, Sebastian Vettel, foi eliminado ao ser prejudicado pelas péssimas condições da pista e pela bandeira amarela provocada por um acidente de Kimi Raikkonen a 30 segundos do final. Vettel vai largar amanhã no 13º lugar. A última vez que o alemão não largou entre os 10 primeiros foi no GP de Abu Dhabi de 2012. Naquela prova, ele fez o terceiro melhor tempo, mas foi penalizado por ter ficado sem gasolina ao final de sua volta rápida e por não cumprir a regra da FIA. Largou, então, dos boxes, mas acabou a corrida na terceira posição.

“Não estou contente. Temos que trabalhar muito mais o carro. E o que vamos tentar é acabar a corrida amanhã. Não estamos satisfeitos com a confiabilidade do carro, mas avançamos em relação à pré-temporada”, disse Vettel.

A classificação

1.
Lewis Hamilton (R.U./Mercedes), 1:44.231 (média: 183,159 km/h)
2.
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault), 1:44.548
3.
Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1:44.595
4.
Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes), 1:45.745
5.
Fernando Alonso
(ESP/Ferrari), 1:45.819
6.
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault), 1:45.864
7.
Nico Hülkenberg (ALE/Force India-Mercedes), 1:46.030
8.
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault), 1:47.368
9.
Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes), 1:48.079
10.
Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes), 1:48.147
Eliminados no Q2:
11.
Jenson Button (R.U./McLaren-Mercedes), 1:44.437
12.
Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari), 1:44.494
13.
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), 1:44.668
14.
Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari), 1:45.655
15.
Kamui Kobayashi (JAP/Caterham-Renault), 1:45.867
16.
Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes), 1:47.293
Eliminados no Q1:
17.
Max Chilton (R.U./Marussia-Ferrari), 1:34.293
18.
Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari), 1:34.794
19.
Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari), 1:35.117
20.
Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault), 1:35.157
21.
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault), 1:36.993
22.
Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault), sem tempo.

A decisão do treino de classificação ainda estava por vir. A chuva parou, mas as escuderia continuaram utilizando pneus intermediários porque ainda havia muita água acumulada na pista. As condições pareciam favorecer a experiência de pilotos como Fernando Alonso. Mas o asturiano acabou relegado à quinta posição, enquanto Lewis Hamilton colocava sua Mercedes na pole position. A surpresa mais notável, no entanto, foi ver Daniel Ricciardo na segunda posição. Rosberg foi o terceiro, seguido por Magnussen, em uma demonstração de qualidade em condições ruins. Também foi uma surpresa o russo Daniil Kvyat ter ficado entre os dez primeiros, pela Toro Roso, em sua estreia na Fórmula 1.

Arquivado Em: