Seedorf, o novo técnico do Milan

Berlusconi aposta em Clarence Seedorf, que até ontem era jogador do Botafogo, para recuperar o esplendor milanista

Seedorf e Allegri, no ano passado, no estádio White Hart Lane.
Seedorf e Allegri, no ano passado, no estádio White Hart Lane.KERIM OKTEN (EFE)

Silvio Berlusconi conseguiu o que queria. Sua aposta era Clarence Seedorf, que até ontem era jogador do Botafogo, de 37 anos, e se converteu no novo treinador do Milan com um contrato assinado até junho de 2016. "Sou o novo treinador do Milan. Deixo de jogar após 22 anos. Eu não estava tenho mais a fome de antes", declarou para se despedir do clube brasileiro. Seedorf volta à sociedade na qual jogou por 10 temporadas, entre 2002 e 2012, e conquistou 10 títulos, entre eles dois Champions League (2003 e 2007). Sem experiência como treinador, o título apareceu na internet há alguns meses. Mas como jogador, foi chamado 79 vezes pela Seleção Holandesa e ganhou todos os jogos e também dois Campeonatos Europeus por outros dois clubes, em 1995 pelo Ajax e em 1998 pelo Real Madrid. 

Seedorf, em sua despedida do Botafogo.
Seedorf, em sua despedida do Botafogo.RICARDO MORAES (REUTERS)

Seedorf substitui Massimiliano Allegri, destituído na última segunda-feira após a queda no dia anterior diante do Sassuolo na Liga italiana (4 a 3, com quatro gols de jovem Berardi). O Milan, que enfrentará o Atlético nas oitavas de final da Champions (19 de fevereiro e 12 de março), é o décimo primeiro na Série A, a 30 pontos do líder Juventus e a 20 dos postos da Champions. Seedorf poderá desfrutar de dois reforços do mercado invernal: Rami, centroavante francês cedido pelo Valencia; e Honda, meia-atacante japonês que assinou contrato com o CSKA de Moscou. 

Em plena briga entre Adriano Galliani, o faz-tudo do clube há 27 anos, e Barbara Berlusconi, a filha do dono, o próprio Silvio decidiu provar outra vez seu olfato para descobrir treinadores. Ele sempre atribuiu a si o acerto de ter apostado em Fabio Capello como substituto de Arrigo Sacchi; e também por Carlo Ancelotti, com quem ganhou as duas Champions Leagues nas quais Seedorf foi um dos jogadores mais destacados.

No entanto, a Seedorf não é esperado um tapete vermelho em seu regresso ao estádio San Siro. Não deixou muitos amigos no vestiário e a torcida também não mostrou muito entusiasmo pela volta de um de seus jogadores mais carismáticos.

A carreira de Seedorf

Trajetória:
1992-1995: Ajax de Amsterdã (Holanda)
1995-1996: Sampdoria (Itália)
1996-2000: Real Madrid (Espanha)
2000-2002: Inter de Milão (Itália)
2002-2012: AC Milão (Itália)
2012-2013: Botafogo (Brasil)

Prêmios:
Ajax de Amsterdam: Campeão da Champions League (1995), campeão da Eredivisie (1994, 1995), campeão da Supercopa de Holanda (1995), campeão da Copa de Holanda (1993)
Real Madrid: Campeão da Champions League (1998), campeão de Una (1997), campeão da Copa Intercontinental (1998)
AC Milão: Campeão da Champions League (2003, 2007), campeão da Série A (2004, 2011), campeão da Supercopa da Europa (2003, 2007), campeão da Copa do Mundo de Clubes (2007), campeão da Copa da Itália (2003), campeão da Supercopa da Itália (2011)
Seleção de Holanda: Semifinais na Copa do Mundo da França (1998), semifinais na Eurocopa da Bélgica e Holanda (2000), semifinais na Eurocopa de Portugal (2004)

Arquivado Em: