Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Guia de etiqueta para que não te odeiem em aviões, trens e ônibus

Veja se vão te jogar para fora do avião em pleno voo

vacaciones semana santa
Kristen Wiig atuando no 'casamento da minha melhor amiga'.

Diz a lenda que no século XX viajar em avião podia chegar a ser uma experiência prazerosa: os controles de segurança não te obrigavam a ficar de meias com um cinto na mão, você tinha espaço para as pernas e, às vezes, até te ofereciam café (ou chá) grátis.

A chegada das companhias de baixo custo tornou os voos mais acessíveis e isso é fantástico, mas também fez com que as viagens se tornassem muito menos confortáveis. E com o incômodo surgem os atritos, os mal-entendidos e até as discussões com outros viajantes.

Para contribuir para que as viagens sejam mais suportáveis a todos, propomos algumas normas básicas de etiqueta. Não só para os aviões: de passagem falamos também de viagens longas em trens, ônibus e carros compartilhados. Afinal de contas, só se trata de lembra que não viajamos sozinhos.

Recomendações gerais

- Faça o menor ruído possível: deixe o seu celular no silencioso, fale baixinho, use fones de ouvido, não pegue o violão...

- Melhor não iniciar conversa com desconhecidos. Descarte totalmente a ideia se essa pessoa estiver lendo ou colocou os fones de ouvido. Se ainda assim você se puser a falar, leve em conta que os monossílabos como resposta costumam significar que não querem conversar com você e não sabem como te dizer isso.

- Se é você que não tem vontade de falar e a pessoa do lado começa a conversar, não seja mal-educado, mas deixe claro que está fazendo outras coisas.

- Não abra demais as pernas.

- Quando se levantar, não se apoie no assento da frente, a não ser que você tenha 185 anos. Você vai movimentá-lo e isso incomoda.

- Não há nenhum problema em levar bolachas ou chocolate para comer, desde que depois você limpe as migalhas. Se você carregar comida, leve em consideração que há opções melhores que os hambúrgueres, por exemplo, que só cheiram bem quando é você quem os come. Lembre-se que nos ônibus muita gente se enjoa. Que não seja por sua culpa.

- As crianças quase nunca dão problemas. Os pais, às vezes, sim. Se a criança estiver entretida e lhe dão um mínimo de atenção, não incomoda ninguém.

- Se você viaja sozinho e alguém lhe pede que troque de lugar para poder ir com um amigo ou com sua família, não seja chato e diga que sim. A não ser que você tenha um problema de mobilidade, claro.

- É fundamental viajar depois de tomar banho e passar desodorante.

- Não fique cortando as unhas.

- Também não fique descalço (exceto nos voos muito longos).

Você tem certeza de que não fala demais?
Você tem certeza de que não fala demais?

Aviões

- O controle de segurança é uma chateação. Tente antecipar todo o trabalho que você possa ter para ir mais rápido. Por exemplo: antes de chegar ao controle você pode pôr nos bolsos do casaco ou na mochila tudo o que carrega. E vão te obrigar a tirar o cinto, por isso, se puder, coloque-o na bagagem. Quando acabar, não fique atrapalhando a passagem dos outros.

- Outro momento especialmente tedioso ao voar é o embarque. Não corra na frente. Se já despachou as malas e não precisa de espaço para a bagagem de mão, recomendamos que espere até o final, sem precisar ficar na fila.

- Tente não monopolizar o espaço para a bagagem. Se você leva uma mochila ou uma bolsa pequena, coloque-a debaixo do assento dianteiro.

- A pessoa que está no assento do meio tem direito aos DOIS apoios para braços. É justo: está no pior lugar, não tem janela e não pode esticar as pernas no corredor. Trata-se de uma pequena compensação para que seu voo seja um pouco menos horrível.

- Você pode tirar os sapatos se estiver num voo longo (de seis horas para cima) e estiver de meias. Se vai de Barcelona a Mallorca, na Espanha, por exemplo, não faça isso, por favor. Em alguns voos, tomar cerveja ou vinho é quase necessário. Mas não vá se embriagar.

- Você pode reclinar o assento. Mas se o voo é curto e há pouco espaço, pondere antes se isso realmente é necessário. Em todo caso, faça isso com cuidado e dê uma olhada para trás, pois pode haver alguém com um bebê no colo, por exemplo. Tenha o cuidado de verificar se a fila de trás pode reclinar seu assento. Se estiver “trabalhando” (sim, claro) com o laptop, você pode pedir à pessoa que está na frente que avise antes de inclinar o assento, mas você não pode proibi-la de ficar mais confortável.

- Muitas companhias aéreas proíbem o uso de Knee Defender, um apetrecho para evitar que o assento dianteiro s recline. Não o utilize, embora não seja proibido. É um truque grosseiro e que se usa às escondidas e sem avisar, um plano covarde. Isso é feio demais.

- Se você usa cabelo comprido, não o coloque sobre o encosto do assento.

- Se estiver na janela, seu colega de corredor está ciente de que terá de se levantar se você precisar ir ao banheiro, por isso, fique à vontade. Mas tente aproveitar para sair quando estiver acordado e na hora do embarque pegue tudo o que acha que vai precisar durante o voo.

Parabéns para a jovem com o rabo de cavalo do assento 22B. Você inventou uma nova forma de ser horrível a 35.000 pés.

- Quando for a hora do desembarque, não saia dando cotoveladas. Você não é o único com pressa. E você realmente precisa ficar de pé enquanto se apagam as luzes e te lembram que você tem de permanecer com o cinto de segurança?

- Seja educado com os comissários de bordo. Diga por favor e obrigado, como os seus pais ensinaram. E lembre-se de pôr o telefone e outros aparelhos no modo avião.

- Se você tem uma doença grave e desconhecida, não suba no avião, pois é assim que começam todos os filmes de pandemias e catástrofes zumbis.

Trens

- Deixe que os outros saiam antes de entrar.

- Você sabia que no Japão há cartazes nos trens que recomendam ter cuidado com o ruído que você faz ao teclar seu computador? Talvez chegue o dia em que essas mensagens não nos pareçam coisa de outro mundo. No momento, em viagens pela Europa, se estiver no vagão no silêncio do AVE, o trem de alta velocidade espanhol, é preciso guardar silêncio: não passe a viagem tagarelando. Se você tem de falar ao telefone, saia do vagão.

- No resto dos vagões ninguém espera que você fique calado, mas continua sendo de boa educação sair para falar no celular e mantê-lo sempre em silêncio. Sem dúvida, se você está ouvindo música ou assistindo vídeos, use os fones.

- Se estiver com vários amigos, é normal que façam barulho. Também é normal que usem a lanchonete para isso.

- Não se levante e fique conversando no corredor: a lanchonete serve para isso.

- Não é culpa minha que a lanchonete esteja cheia.

- Não apoie os pés no assento da frente ou no espaço entre os assentos da frente. Mesmo que não haja ninguém: vai haver.

- As malas vão em cima ou no colo, não no assento ao lado. Sobretudo se no trem não há assentos reservados.

- Nos trens não há assento central, então o descanso de braços pode ser uma zona de conflitos, exceto nos trens e vagões nos quais há dois, claro. O ideal é compartilhar: que um (talvez o mais alto) fique com a metade da frente e o outro com a metade posterior. Apoiando o cotovelo, já vale.

- Deixe seu lugar limpo quando descer, sobretudo (mas não só) se o trem seguir viagem e alguém puder ocupar seu assento.

Ônibus

- Informe-se das paradas previstas e aproveite-as, tanto para ir ao banheiro como para comer. Não vão parar por você.

- O celular pode ser um problema: nos aviões não se pode ligar e nos trens se pode (deve) ir ao espaço entre vagões para conversar. Se estiver no ônibus e realmente tiver de atender (se telefonarem do hospital e você estiver esperando um transplante, por exemplo), faça isso, mas fale baixinho e não alongue a conversa. Não ligue para os amigos porque está entediado: os outros não têm culpa de você não ter trazido uma revista.

Carro compartilhado

- Se usar um app ou serviço para compartilhar um carro, faça com informações reais. Não use o perfil de um amigo ou de sua namorada. Se por algum motivo tiver de fazê-lo, avise quando fizer a reserva e não quando chegar. Entenda que é motivo suficiente para que não queiram te levar.

- Seja pontual. Na melhor das hipóteses seus amigos já estão acostumados a seus atrasos, mas essas pessoas não o conhecem. Se surgiu um imprevisto, avise o quanto antes.

- No Blablacar, os motoristas costumam dizer se falam muito ou se gostam de ouvir música, entre outras preferências. Tente adaptar-se ou, pelo menos, atente para as consequências. Apesar de ser uma viagem para fumantes, tente aproveitar as paradas para isso.

- Se tiver perguntas, faça antes de reservar, mas não espere que os demais ajustem seus horários e itinerários às suas necessidades.

- Ofereça toda informação possível, tanto de horários como de paradas. Avise-os de quando vai buscá-los.

- De novo, cuidado com o celular.

Elevadores

- Não olhe fixamente nos olhos de quem estiver com você.

O autor do artigo, durante suas últimas férias
O autor do artigo, durante suas últimas férias

MAIS INFORMAÇÕES