Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

A menina que vê além da cor da boneca: “Claro que somos parecidas. Ela é médica e eu também”

Assim respondeu a menina a uma vendedora que oferecia outras bonecas mais parecidas com ela

Sophia e sua boneca nova. Foto publicada no Facebook por Brandi Benner.
Sophia e sua boneca nova. Foto publicada no Facebook por Brandi Benner.

Brandi Benner levou Sophia, sua filha de dois anos, a uma grande loja para comprar uma boneca de presente. Sophia escolheu a que mais gostou, como explicou Benner em uma publicação no Facebook na última sexta-feira. O que essa mãe não esperava era que sua decisão chamasse tanto a atenção de uma trabalhadora da loja.

É que ao ir pagar, a caixa perguntou à menina se a boneca era um presente para uma amiga. A mãe respondeu que não, que era para ela: uma recompensa por ter aprendido a ir ao banheiro sozinha. Então, a caixa perguntou: “Tem certeza de que quer essa boneca, querida?”. A menina respondeu que sim, ao que a caixa afirmou: “Mas não se parece com você. Temos muitas bonecas que se parecem mais com você.”

A menina é branca e loira, enquanto que sua boneca é negra.

“Claro que somos parecidas – respondeu a menina. – Ela é médica e eu sou médica. E eu sou uma menina bonita e ela é uma menina bonita. Está vendo seu cabelo bonito? E seu estetoscópio?”. A caixa acabou admitindo que se tratava de uma boa opção: “Isso é bonito”.

Salvar

Benner escreve em sua publicação que “esta experiência confirmou minha crença de que não nascemos com a ideia de que a cor é importante. Há diferentes cores de pele, do mesmo modo que de cabelo e olhos, e todos os tons são bonitos.” Sua foto e seu texto foram compartilhados mais de 180.000 vezes, somando mais de 450.000 reações e 27.000 comentários em quatro dias, que são números muito altos. Benner também compartilhou a história no Instagram, onde já recebeu mais de 2.200 “likes”.

A mãe conversou com a CNN, onde contou que a menina adora brincar de ser médica e que aprendeu a palavra estetoscópio graças à série Doutora Brinquedos, da Disney, respondendo assim a algumas críticas publicadas nos comentários. Nesta série de desenho animado, a protagonista é uma menina com um estetoscópio mágico que serve para se comunicar com os brinquedos.

MAIS INFORMAÇÕES