Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Como cada deputado votou no PL 5069, que complica acesso ao aborto

Votação na comissão da Câmara teve 37 votos a favor e 14 contra. Texto vai a plenário

Ampliar foto
Protesto em São Paulo contra o projeto.

O Projeto de Lei 5069, de autoria de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi aprovado na semana passada por pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados. O objetivo do texto, segundo seus autores, é complicar o acesso legal ao aborto em mulheres vítimas de abuso sexual, adicionando etapas e condicionantes ao atendimento. A vítima terá de fazer boletim de ocorrência, algo que muitas evitam por medo, pudor ou temor de sofrer constrangimentos. O texto do PL 5069 também quer dificultar o acesso à pílula do dia seguinte no SUS (mas não afeta, por enquanto, a venda nas farmácias). Caberá ao médico decidir se o medicamento é ou não é abortivo. No Brasil, o estupro é uma das poucas condições que permitem que uma mulher receba orientações médicas, para, se quiser, realizar a interrupção da gravidez de forma legal no país.

O placar na CCJ foi folgado: 37 a 14. Apesar de ser liderado por Eduardo Cunha e pela bancada evangélica, deputados de vários partidos, incluindo o PSDB e o PDT, votaram a favor do texto. O projeto deve ir à votação no plenário da Câmara. Se aprovado, vai ao Senado.

Veja como cada deputado votou:

Votaram contra o projeto

1 Maria do Rosário (PT-RS)

2 Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA)

3 Cristiane Brasil (PTB-RJ)

4 Valmir Prascidelli (PT-SP)

5 Luciano Ducci (PSB/PR)

6 Tadeu Alencar (PSB-PE)

7 Reginaldo Lopes (PT-MG)

8 Bacelar (PTN-BA)

9 Paulo Teixeira (PT-SP)

10 Chico Alencar (PSOL-RJ)

11 Moema Gramacho (PT-BA)

12 Erika Kokay (PT-DF)

13 Paes Landim (PTB-PI)

14 José Fogaça (PMDB-RS)

Votaram a favor do projeto

1 Arthur Lira (PP-AL)

2 Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)

3 Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB)

4 Alceu Moreira (PMDB-RS)

5 Antonio Bulhões (PRB-SP)

6 Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP)

7 Bruno Covas (PSDB-SP)

8 Capitão Augusto (PR-SP)

9 Covatti Filho (PP-RS)

10 Delegado Éder Mauro (PSD-PA)

11 Diego Garcia (PHS-PR)

12 Evandro Gussi (PV-SP)

13 Fausto Pinato (PRB-SP)

14 Francisco Floriano (PR-RJ)

15 João Campos (PSDB-GO)

16 Juscelino Filho (PRP-MA)

17 Marco Tebaldi (PSDB-SC)

18 Marcos Rogério (PDT-RO)

19 Pastor Eurico (PSB-PE)

20 Pedro Cunha Lima (PSDB-PB)

21 Pr. Marco Feliciano (PSC-SP)

22 Rogério Rosso (PSD-DF)

23 Ronaldo Fonseca (PROS-DF)

24 Sergio Souza (PMDB-PR)

25 Alexandre Leite (DEM-SP)

26 Delegado Waldir (PSDB-GO)

27 Eduardo Bolsonaro (PSC-SP)

28 Elmar Nascimento (DEM-BA)

29 Gonzaga Patriota (PSB-PE)

30 Gorete Pereira (PR-CE)

31 Jefferson Campos (PSD-SP)

32 Laerte Bessa (PR-DF)

33 Lincoln Portela (PR-MG)

34 Paulo Freire (PR-SP)

35 Renata Abreu (PTN-SP)

36 Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ)

37 Vitor Valim (PMDB-CE)

MAIS INFORMAÇÕES