Opinião
i

Resposta à ministra Damares

A ministra sugere que eu participe de atividades de ajuda às mulheres vítimas de violência, sem saber que eu mesma sou vítima –e tive de sair do país por isso— sob proteção de sua pasta no Programa de Proteção aos defensores de Direitos Humanos em risco

A ministra Damares Alves participa de sessão solene na Câmara dos Deputados, em 21 de outubro de 2019.
A ministra Damares Alves participa de sessão solene na Câmara dos Deputados, em 21 de outubro de 2019.Marcelo Camargo / Agência Brasil

Ministra Damares não gostou de meu artigo com Giselle Carino sobre o “teatro do silêncio” publicado no El País, em 25 de novembro. Em resposta, fez um post no Instagram convidando “dona Debora” para atividades comunitárias de ajuda às mulheres vítimas de violência. Disse ainda ser leitora assídua de meus artigos, ao que agradeço a deferência. Como acredito no diálogo para a democracia, peço licença para continuar a conversa....

Mais informações