Seleccione Edição
Login
Uma mulher fotografa as cerejeiras em flor, nesta terça-feira em Tóquio (Japão).
Uma mulher fotografa as cerejeiras em flor, nesta terça-feira em Tóquio (Japão). EFE

‘Hanami’, a tradição japonesa das cerejeiras em flor

12 fotos

Nesta época do ano os japoneses aproveitam o florescimento das cerejeiras e se encontram com a família e amigos à sombra dessas árvores

  • A primavera chegou ao Japão e assim o demonstram as cerejeiras ao florescer, um fenômeno natural conhecido como 'hanami'. Na imagem, várias pessoas passeiam de barco enquanto observam as cerejeiras em flor, nesta terça-feira em Tóquio (Japão).
    1A primavera chegou ao Japão e assim o demonstram as cerejeiras ao florescer, um fenômeno natural conhecido como 'hanami'. Na imagem, várias pessoas passeiam de barco enquanto observam as cerejeiras em flor, nesta terça-feira em Tóquio (Japão). EFE
  • Moradores de Tóquio e turistas se amontoam sob o 'okansakura', uma das variedades de cerejeiras que florescem mais cedo no Japão. O fenômeno é tal que a Agência Meteorológica do Japão (JMA) prevê para cada área do país quando vai florescer e quando atingirá seu pico. Na imagem, os visitantes do Parque Ueno em Tóquio observam as primeiras pétalas cor-de-rosa uma semana antes do pleno florescimento da 'sakura' em 18 de março de 2019.
    2Moradores de Tóquio e turistas se amontoam sob o 'okansakura', uma das variedades de cerejeiras que florescem mais cedo no Japão. O fenômeno é tal que a Agência Meteorológica do Japão (JMA) prevê para cada área do país quando vai florescer e quando atingirá seu pico. Na imagem, os visitantes do Parque Ueno em Tóquio observam as primeiras pétalas cor-de-rosa uma semana antes do pleno florescimento da 'sakura' em 18 de março de 2019. EFE
  • Os habitantes e visitantes vão a parques, templos e praças para contemplar a beleza das árvores, tirar fotos e celebrar a chegada desta flor, símbolo de prosperidade. Na imagem, alguns transeuntes caminham por uma rua de Tóquio cercada de cerejeiras em 26 de março de 2019.
    3Os habitantes e visitantes vão a parques, templos e praças para contemplar a beleza das árvores, tirar fotos e celebrar a chegada desta flor, símbolo de prosperidade. Na imagem, alguns transeuntes caminham por uma rua de Tóquio cercada de cerejeiras em 26 de março de 2019. AFP
  • O 'hanami', traduzido literalmente como 'observação de flores', é um momento esperado pelos japoneses e turistas, que a cada ano são mais atraídos por esse fenômeno. Na imagem, pétalas brancas floresceram de uma cerejeira nesta terça-feira, em Tóquio (Japão).
    4O 'hanami', traduzido literalmente como 'observação de flores', é um momento esperado pelos japoneses e turistas, que a cada ano são mais atraídos por esse fenômeno. Na imagem, pétalas brancas floresceram de uma cerejeira nesta terça-feira, em Tóquio (Japão). EFE
  • As primeiras pétalas cor-de-rosa aparecem uma semana antes do pleno florescimento da 'sakura'. O Parque Ueno, localizado em Tóquio, tem milhares de cerejeiras e a cada ano recebe mais visitantes que andam e imortalizam o momento com fotografias e selfies. Na imagem, um visitante do parque fotografa as flores do parque no dia 18 de março de 2019.
    5As primeiras pétalas cor-de-rosa aparecem uma semana antes do pleno florescimento da 'sakura'. O Parque Ueno, localizado em Tóquio, tem milhares de cerejeiras e a cada ano recebe mais visitantes que andam e imortalizam o momento com fotografias e selfies. Na imagem, um visitante do parque fotografa as flores do parque no dia 18 de março de 2019. EFE
  • O costume de 'hanami' começou entre 710 e 794. O florescimento coincide com o início da estação de plantio de arroz, na qual, no passado, as oferendas eram feitas às divindades sob as cerejeiras para pedir uma colheita abundante. Atualmente, a primavera marca o início de uma nova escola, universidade e ano fiscal. Na foto, transeuntes caminham por uma rua em Tóquio cercada por flores de cerejeira, na terça-feira.
    6O costume de 'hanami' começou entre 710 e 794. O florescimento coincide com o início da estação de plantio de arroz, na qual, no passado, as oferendas eram feitas às divindades sob as cerejeiras para pedir uma colheita abundante. Atualmente, a primavera marca o início de uma nova escola, universidade e ano fiscal. Na foto, transeuntes caminham por uma rua em Tóquio cercada por flores de cerejeira, na terça-feira. AFP
  • Além de motivar um evento social de larga escala, as cerejeiras são uma fonte para varejistas que disponibilizam produtos exclusivos para a ocasião. Na imagem, uma flor de cerejeira no cemitério de Yanaka, no distrito de Taito, em Tóquio (Japão), nesta terça-feira.
    7Além de motivar um evento social de larga escala, as cerejeiras são uma fonte para varejistas que disponibilizam produtos exclusivos para a ocasião. Na imagem, uma flor de cerejeira no cemitério de Yanaka, no distrito de Taito, em Tóquio (Japão), nesta terça-feira. AFP
  • Os 'sakuras' estão sob ameaça devido à aparição em 2012 de um inseto que vive nas cerejeiras, cuja casca retira e absorve água. Na imagem, curiosos em Tóquio observam em 18 de março de 2019 sob o 'okansakura'
    8Os 'sakuras' estão sob ameaça devido à aparição em 2012 de um inseto que vive nas cerejeiras, cuja casca retira e absorve água. Na imagem, curiosos em Tóquio observam em 18 de março de 2019 sob o 'okansakura' EFE
  • Existem aplicativos que indicam quando e onde as primeiras pétalas saíram. Na imagem, uma mulher fotografa as flores de cerejeira, nesta terça-feira em Tóquio (Japão).
    9Existem aplicativos que indicam quando e onde as primeiras pétalas saíram. Na imagem, uma mulher fotografa as flores de cerejeira, nesta terça-feira em Tóquio (Japão). EFE
  • Os hotéis ofertam pacotes especiais, os restaurantes desenham menus com a cor das flores das cerejeiras e os armazéns vendem caixas de comida e doces tradicionais para desfrutar durante os picnics. Na imagem, uma rua de Tóquio (Japão) repleta de cerejeiras em flor, nesta terça-feira.
    10Os hotéis ofertam pacotes especiais, os restaurantes desenham menus com a cor das flores das cerejeiras e os armazéns vendem caixas de comida e doces tradicionais para desfrutar durante os picnics. Na imagem, uma rua de Tóquio (Japão) repleta de cerejeiras em flor, nesta terça-feira. AFP
  • Os icónicos cerejeiras ou 'sakura' tingem de rosa o arquipélago japonês por um par de semanas, desde finais de março até princípios de maio, dependendo do clima das regiões. Na imagem, um casal em barca fotografa-se com as cerejeiras em flor a suas costas, nesta terça-feira em Tóquio (Japão).
    11Os icónicos cerejeiras ou 'sakura' tingem de rosa o arquipélago japonês por um par de semanas, desde finais de março até princípios de maio, dependendo do clima das regiões. Na imagem, um casal em barca fotografa-se com as cerejeiras em flor a suas costas, nesta terça-feira em Tóquio (Japão). EFE
  • Cerejeiras em flor no cemitério de Yanaka no distrito Taito em Tóquio (Japão), nesta terça-feira.
    12Cerejeiras em flor no cemitério de Yanaka no distrito Taito em Tóquio (Japão), nesta terça-feira. AFP