Seleccione Edição
Login

A intervenção militar no Zimbábue, em imagens

Militares afirmam que o presidente está a salvo e negam que se trate de um golpe de Estado

  • Soldados do Exército do Zimbábue bloqueiam o acesso a edifícios governamentais da capital
    1Soldados do Exército do Zimbábue bloqueiam o acesso a edifícios governamentais da capital AFP
  • Soldados armados patrulham uma rua na capital do Zimbábue, Harare
    2Soldados armados patrulham uma rua na capital do Zimbábue, Harare AFP
  • Um porta-voz das Forças Armadas relatou que o presidente Robert Mugabe está a salvo, mas sob custódia. Na imagem, soldados armados em Harare
    3Um porta-voz das Forças Armadas relatou que o presidente Robert Mugabe está a salvo, mas sob custódia. Na imagem, soldados armados em Harare AP
  • De acordo com a rede de televisão sul-africana News24, entre os edifícios governamentais bloqueados está o Munhumutapa, onde fica o escritório presidencial, o Parlamento e o Tribunal Supremo. Na imagem, soldados bloqueiam o tráfico em uma rua de Harare
    4De acordo com a rede de televisão sul-africana News24, entre os edifícios governamentais bloqueados está o Munhumutapa, onde fica o escritório presidencial, o Parlamento e o Tribunal Supremo. Na imagem, soldados bloqueiam o tráfico em uma rua de Harare AP
  • O ministro da Economia, Ignatius Chombo, um dos principais líderes do partido governamental, foi detido. Na imagem, soldados controlam a circulação em uma rua em Harare
    5O ministro da Economia, Ignatius Chombo, um dos principais líderes do partido governamental, foi detido. Na imagem, soldados controlam a circulação em uma rua em Harare AFP
  • Os militares prenderam, além do ministro Ignatius Chombo, o titular de Educação Superior, Jonathan Moyo, e de Governo Local, Obras Públicas e Casa e dirigente da União Nacional Africana de Zimbabue-Frente Patriótico (ZANU-PF), Saviour Kasukuwere. Na imagem, um soldado aborda um veículo em Harare
    6Os militares prenderam, além do ministro Ignatius Chombo, o titular de Educação Superior, Jonathan Moyo, e de Governo Local, Obras Públicas e Casa e dirigente da União Nacional Africana de Zimbabue-Frente Patriótico (ZANU-PF), Saviour Kasukuwere. Na imagem, um soldado aborda um veículo em Harare AP
  • O secretário-geral do principal partido da oposição no Zimbabue, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T), Douglas Mwonzora, assegurou que estão "seguros de que o Exército está no processo de tomar o comando". Na imagem, soldados armados junto a um veículo militar em Harare
    7O secretário-geral do principal partido da oposição no Zimbabue, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T), Douglas Mwonzora, assegurou que estão "seguros de que o Exército está no processo de tomar o comando". Na imagem, soldados armados junto a um veículo militar em Harare AP
  • Ante a complicada situação no país africano, embaixadas como as do Reino Unido e dos Estados Unidos recomendaram a seus cidadãos que permaneçam em suas casas. Na imagem, um veículo militar patrulha uma rua em Harare
    8Ante a complicada situação no país africano, embaixadas como as do Reino Unido e dos Estados Unidos recomendaram a seus cidadãos que permaneçam em suas casas. Na imagem, um veículo militar patrulha uma rua em Harare AP
  • Enquanto as emissoras de rádio nacionais emitem canções da guerra da independência e ampliam-se os rumores de golpe de Estado contra Mugabe, o comércio funciona normalmente, embora o movimento seja "mínimo", segundo relato dos meios locais. Na imagem, um soldado controla o tráfico em Harare
    9Enquanto as emissoras de rádio nacionais emitem canções da guerra da independência e ampliam-se os rumores de golpe de Estado contra Mugabe, o comércio funciona normalmente, embora o movimento seja "mínimo", segundo relato dos meios locais. Na imagem, um soldado controla o tráfico em Harare AFP
  • Um porta-voz militar do Zimbabue se pronunciou publicamente para dizer que tanto o presidente do país, Robert Mugabe, como sua família, estão "a salvo" e desmentiu que esteja ocorrendo uma "tomada militar" do Governo
    10Um porta-voz militar do Zimbabue se pronunciou publicamente para dizer que tanto o presidente do país, Robert Mugabe, como sua família, estão "a salvo" e desmentiu que esteja ocorrendo uma "tomada militar" do Governo REUTERS