Seleccione Edição
Login

Os 5 piores filmes de Johnny Depp

Durante os últimos anos o ator passou de herói a vilão e, algumas vezes, a motivo de piada

  • Qualquer um que viva em uma grande cidade sabe como pode ser traiçoeiro colocar uma peruca para sair na rua no Carnaval: tem que se estar permanentemente eufórico, porque ninguém quer ser um palhaço triste ou um palhaço chato. Depp foi as duas coisas aqui. Levar a crise de valores da nossa sociedade atual ao País das Maravilhas, onde todos os habitantes estavam atravessando uma depressão, não foi a melhor das ideias quando, uma semana antes da estreia, Depp foi denunciado por maus tratos por sua ex-mulher Amber Heard. As poucas pessoas que queriam ver o filme decidiram não ir, e Depp passou de piada a vilão.
    15. 'Alicia através do espelho' (2016) Qualquer um que viva em uma grande cidade sabe como pode ser traiçoeiro colocar uma peruca para sair na rua no Carnaval: tem que se estar permanentemente eufórico, porque ninguém quer ser um palhaço triste ou um palhaço chato. Depp foi as duas coisas aqui. Levar a crise de valores da nossa sociedade atual ao País das Maravilhas, onde todos os habitantes estavam atravessando uma depressão, não foi a melhor das ideias quando, uma semana antes da estreia, Depp foi denunciado por maus tratos por sua ex-mulher Amber Heard. As poucas pessoas que queriam ver o filme decidiram não ir, e Depp passou de piada a vilão.
  • Willy Wonka é excêntrico, enlouquecido e adorável. Johnny Depp (dirigido por Tim Burton) optou por interpretá-lo como um senhor disfarçado que fica na porta de uma escola distribuindo guloseimas com um sorriso que mostra muito mais dentes do que gostaríamos de ver. Wonka é um ser mágico, que se transformou em uma criatura inquietante por culpa da decisão de Depp de despojá-lo de todo o cinismo, a autoconsciência e a má intenção com os quais Roald Dahl escreveu o romance original. De forma que o que restou foi um milionário perturbador que cria muitos problemas para organizar um concurso que lhe permita ter crianças dormindo em sua casa. Essa pode ser a fantasia de alguém, mas não dos espectadores infantis. No entanto, arrasou nas bilheterias, porque naquela época qualquer coisa com Johnny Depp atraía as pessoas ao cinema.
    24. 'A Fantástica Fábrica de Chocolate'(2005) Willy Wonka é excêntrico, enlouquecido e adorável. Johnny Depp (dirigido por Tim Burton) optou por interpretá-lo como um senhor disfarçado que fica na porta de uma escola distribuindo guloseimas com um sorriso que mostra muito mais dentes do que gostaríamos de ver. Wonka é um ser mágico, que se transformou em uma criatura inquietante por culpa da decisão de Depp de despojá-lo de todo o cinismo, a autoconsciência e a má intenção com os quais Roald Dahl escreveu o romance original. De forma que o que restou foi um milionário perturbador que cria muitos problemas para organizar um concurso que lhe permita ter crianças dormindo em sua casa. Essa pode ser a fantasia de alguém, mas não dos espectadores infantis. No entanto, arrasou nas bilheterias, porque naquela época qualquer coisa com Johnny Depp atraía as pessoas ao cinema.
  • Em uma Hollywood que pouco aposta em personagens índios, contratar Johnny Depp para ser a resposta nativo-americana-cômica a Armie Hammer foi considerado uma ofensa e uma falta de respeito. O ator se defendeu afirmando que "supõe" ter antepassados cherokees, "provavelmente pelo lado da minha avó". E ficou muito distante. O filme teve prejuízo de quase 200 milhões de dólares, e os críticos não perdoarem, descrevendo-o como insignificante, longo demais e excentricamente barulhento. A carreira de Depp afundava a toda velocidade, e seu truque de interpretar Jack Sparrow em todos os seus filmes deixou de ser rentável. Por isso aceitou reduzir seu salário: de 20 milhões para 10 milhões. Que generoso.
    33. 'O Cavaleiro Solitário' (2013) Em uma Hollywood que pouco aposta em personagens índios, contratar Johnny Depp para ser a resposta nativo-americana-cômica a Armie Hammer foi considerado uma ofensa e uma falta de respeito. O ator se defendeu afirmando que "supõe" ter antepassados cherokees, "provavelmente pelo lado da minha avó". E ficou muito distante. O filme teve prejuízo de quase 200 milhões de dólares, e os críticos não perdoarem, descrevendo-o como insignificante, longo demais e excentricamente barulhento. A carreira de Depp afundava a toda velocidade, e seu truque de interpretar Jack Sparrow em todos os seus filmes deixou de ser rentável. Por isso aceitou reduzir seu salário: de 20 milhões para 10 milhões. Que generoso.
  • A partir do momento em que a própria Angelina Jolie reconheceu que só aceitou o papel porque receberia 10 milhões e porque a gravação em Veneza permitiria que ela passasse os finais de semana em seu castelo na França, podemos nos perguntar por que se deveria prestar atenção a um filme que nem mesmo sua protagonista tem o menor apreço. Nem Jolie nem Depp querem estar ali. Sua incômoda falta de química é da maior insolência que pode perpetrar uma estrela a quem se pagou mais dinheiro do que merecia: nem sequer tentam ter química. O apresentador do Globo de Ouro Ricky Gervais insinuou que as três indicações que o filme recebeu teriam sido compradas, mas reconheceu que ele não tinha visto 'O Turista'. "No fim das contas", concluiu, "quem viu?". Nesse momento, Depp se transformou de estrela absoluta em piada coletiva. E continua assim
    42. 'The Tourist' (2010) A partir do momento em que a própria Angelina Jolie reconheceu que só aceitou o papel porque receberia 10 milhões e porque a gravação em Veneza permitiria que ela passasse os finais de semana em seu castelo na França, podemos nos perguntar por que se deveria prestar atenção a um filme que nem mesmo sua protagonista tem o menor apreço. Nem Jolie nem Depp querem estar ali. Sua incômoda falta de química é da maior insolência que pode perpetrar uma estrela a quem se pagou mais dinheiro do que merecia: nem sequer tentam ter química. O apresentador do Globo de Ouro Ricky Gervais insinuou que as três indicações que o filme recebeu teriam sido compradas, mas reconheceu que ele não tinha visto 'O Turista'. "No fim das contas", concluiu, "quem viu?". Nesse momento, Depp se transformou de estrela absoluta em piada coletiva. E continua assim Cordon
  • "Não há nada pior que um filme que ri de si mesmo enquanto os espectadores estão em silêncio”, disse um crítico. Outro afirmou: "O tipo de comédia espantosa mais estranho de todos: esse em que até os personagens parecem odiar o filme". As críticas detestaram 'Mortdecai', o publico o ignorou completamente. Ladrões de arte, mulheres antipáticas, piadas ruins... Os atores estão tão incomodados que parecem ter vontade de olhar para a câmera e dizer: “Sinto muito”. Foi um desastre comercial, o quarto consecutivo de Depp. Tão contundente que o ator colocou em marcha imediatamente a quinta parte de Piratas do Caribe.
    5E o pior: 1. 'Mortdecai - A Arte da Trapaça' (2015) "Não há nada pior que um filme que ri de si mesmo enquanto os espectadores estão em silêncio”, disse um crítico. Outro afirmou: "O tipo de comédia espantosa mais estranho de todos: esse em que até os personagens parecem odiar o filme". As críticas detestaram 'Mortdecai', o publico o ignorou completamente. Ladrões de arte, mulheres antipáticas, piadas ruins... Os atores estão tão incomodados que parecem ter vontade de olhar para a câmera e dizer: “Sinto muito”. Foi um desastre comercial, o quarto consecutivo de Depp. Tão contundente que o ator colocou em marcha imediatamente a quinta parte de Piratas do Caribe. Cordon