Polêmica com a ex-modelo

Cindy Crawford fala sobre foto adulterada

Ex-modelo afirma que imagem em que aparece com pele flácida foi roubada e manipulada

Cindy Crawford com a família.
Cindy Crawford com a família.Instagram

No começo deste ano, foi divulgada na Internet uma fotografia de Cindy Crawford com roupa íntima em que o corpo da ex-modelo aparecia com flacidez e estrias na região abdominal. Imediatamente, criou-se uma enorme agitação nas redes sociais. A imagem era muito diferente de outras que haviam sido publicadas em revistas e em peças publicitárias, o que gerou uma enxurrada de críticas à top model dos anos noventa, dando início a um debate sobre a dimensão dos retoques que teriam sido aplicados em suas fotografias.

A modelo, de 48 anos, falou agora pela primeira vez sobre o assunto. “Eu estava em uma situação complicada: não podia me contrapor às pessoas que se sentiam bem ao me ver assim, mas também não podia concordar com uma coisa que era falsa”, comenta a musa de Gianni Versace, que afirma não entender por que uma imagem negativa dela fazia algumas pessoas se sentirem melhor.

Crawford acredita que essa fotografia funcionou como uma rachadura em uma armadura. Mostrava-se ao mundo que ela não era perfeita, “embora eu nunca tenha procurado me apresentar assim”, disse ela à revista Elle do Canadá.

Seu marido, Rande Gerber — sócio de George Clooney na exploração da marca de tequila Casa Amigos, de cuja promoção ambos participaram uma semana atrás em Ibiza (Espanha) —, saiu imediatamente em defesa da modelo na ocasião e divulgou no Instagram uma fotografia em que ela aparece de biquíni deitada em uma espreguiçadeira, escrevendo: “Ela tem flores e eu tenho ela. Feliz dia dos namorados”. Com esse gesto, Gerber procurou desmentir, por um lado, que sua mulher tivesse mesmo aquele corpo que aparecia na imagem postada na Internet e, por outro, que as outras fotos haviam sido manipuladas. A fotografia fazia parte de uma sessão realizada pela modelo em 2013 para a revista Marie Claire do México, e o seu autor, John Russo, confirmou em março à ABC NEWS que ela fora adulterada e que se tratava de uma versão falsa de seu trabalho.

A top model afirma que a imagem “foi manipulada” e que ficou irritada com a jornalista britânica Charlene White, que divulgou a fotografia pela primeira vez no Twitter, por esta não ter checado se ela era falsa ou não. Crawford revela na entrevista os sentimentos provocados nela pela fotografia e admite que a maioria das mulheres são excessivamente rígidas consigo mesmas, incluindo-se nessa mesma categoria. Mesmo assim, “essa imagem não reflete aquilo que eu vejo quando me olho no espelho, nem mesmo no mais mal iluminado dos provadores”.