El Viajero

A Taiwan de Martin Scorsese

Diretor nova-iorquino rodou seu último filme, ‘Silence’, na ilha de Formosa, novo ‘hub’ cinematográfico na Ásia

As labirínticas ruas de Jiufen, em Taiwan, uma das locações de 'Silence', o próximo filme de Martin Scorsese.
As labirínticas ruas de Jiufen, em Taiwan, uma das locações de 'Silence', o próximo filme de Martin Scorsese.DANIEL GARCÍA

Silence (Silêncio), baseado no romance homônimo do escritor Shusaku Endo, de Tóquio, relata as vicissitudes enfrentadas por dois missionários jesuítas, interpretados por Andrew Garfield e Adam Driver, no Japão do século XVII. O projeto esteve na cabeça de Martin Scorsese durante mais de duas décadas.Tudo começou no final dos anos oitenta, quando o bispo de Nova York Paul Moore enviou o livro de Endo ao diretor de Taxi Driver. Scorsese ficou fascinado pela “total simplicidade” do texto e decidiu, quase de imediato, adaptar o livro para o cinema. Depois de mais de 25 anos no vagão detrás dos projetos do norte-americano, hoje Silence já é uma realidade —está em fase de pós-produção— e chegará aos cinemas no final do ano ou início de 2016.

Um dos cenários da filmagem de 'Silence', dirigida por Martin Scorsese, em Hualian (Taiwan).
Um dos cenários da filmagem de 'Silence', dirigida por Martin Scorsese, em Hualian (Taiwan).Getty Images

Emma Tillinger, da equipe de produção, passou parte dos dois anos e meio prévios à rodagem percorrendo a ilha de Taiwan em busca de locações para o filme. Uma das escolhidas é Jiufen, um pequeno povoado montanhoso em Nova Taipé que atrai milhares de turistas todos os anos. Não é a primeira vez que essa região se vê envolvida no mundo do celuloide: o cineasta local Hou Hisiao-Hsien pôs o lugar no mapa depois de filmar suas labirínticas ruelas em sua obra-prima, Cidade das Tristezas (1989). Posteriormente Hayao Miyazaki se inspirou na arquitetura e nos detalhes desse povoado para um de seus filmes mais famosos, A Viagem de Chihiro (2001). Jiufen mantém muitas reminiscências do período colonial japonês em Formosa, entre 1895 e 1945, uma das razões pelas quais Scorsese a escolheu para seu filme, ambientado no Japão do século XVII.

Turistas no parque nacional de Shei-Pa, em Taiwan.
Turistas no parque nacional de Shei-Pa, em Taiwan.Don Fuchs

O cineasta taiwanês Ang Lee tem muita culpa no desembarque de Scorsese e toda sua equipe na antiga Formosa. Ele mesmo recomendou a ilha ao diretor nova-iorquino, que ficou impressionado com os cenários do oscarizado A Vida de Pi, que Lee rodou em seu país natal.

O parque nacional de Yangmingshan é outro lugar em que a equipe de Silence filmou. Como Jiufen, Yangmingshan conserva muitos vestígios dos anos em que Taiwan estava sob controle dos japoneses. Além disso, é possível encontrar no parque muitas espécies vegetais geralmente associadas ao imaginário japonês, como as cerejeiras.

O cineasta Martin Scorsese, o ator Andrew Garfield e a produtora Emma Koskoff na apresentação do filme 'Silence' em Taipé, em maio.
O cineasta Martin Scorsese, o ator Andrew Garfield e a produtora Emma Koskoff na apresentação do filme 'Silence' em Taipé, em maio.Getty Images

“A comida, as pessoas […], a ilha em si mesma, as paisagens, acho que nunca vi nada parecido.” Martins Scorsese mostra esse entusiasmo depois dos seis meses que passou em Taiwan rodando Silence. Em sua lista de locações para o filme, o diretor de Cassino também incluiu a zona central do país, mais especificamente a área que atravessa o condado de Taichung; uma região montanhosa, pouco povoada, que abriga tesouros naturais como a montanha dos oito imortais ou parte do parque nacional de Shei-Pa.

MAIS INFORMAÇÕES

“Sinceramente, é um dos lugares mais bonitos e incríveis que já vi. E vi tudo. Estive em todos os cantos desse país, várias vezes”, comentou Emma Tillinger durante uma entrevista à imprensa no final da filmagem de Silence. Um dos lugares pelos quais a responsável pelas locações caiu de amores é o condado de Hualien, na costa leste. Essa parte da ex-colônia japonesa é famosa por abrigar duas das estradas mais elogiadas pelos devotos da bicicleta em todo o planeta: as vias 9 e 11. A paisagem costeira da região deixou uma recordação agradável a Andrew Garfield, um dos protagonistas do filme. ”A praia de Hualien é impressionante”, comentou o ator norte-americano depois da rodagem, elogiando também as praias de Kenting, no sul, onde passou quatro dias surfando durante uma pausa de descanso no período das filmagens.

Apesar da boa impressão de toda a equipe de Silence, a rodagem não foi simples. Em janeiro, um dos trabalhadores locais faleceu e dois ficaram feridos depois do desmoronamento de um dos andaimes do set que estavam montando para o filme. Pouco depois, em março, o ator japonês-coreano Daisuke Ryu foi despedido da produção depois de atracar um agente taiwanês da imigração na sua chegada ao aeroporto, segundo a agência de notícias CNA.

Litoral do condado de Hualien, no leste de Taiwan.
Litoral do condado de Hualien, no leste de Taiwan.DANIEL GARCÍA

O Canhoneiro do Yang-Tsé (1966), de Robert Wise, foi a primeira superprodução norte-americana feita na ilha, quando o general chinês Chiang Kai-chek controlava a região com mão de ferro. O protagonista do filme, Steve McQueen (1930-1980), não teve uma boa experiência naquela filmagem e chegou a declarar: “Tudo o que fiz de mal alguma vez, paguei em Taiwan”.

A estabilidade democrática das últimas décadas, as ricas paisagens naturais e uma economia pujante fizeram com que vários cineastas optassem pelo país presidido por Ma Ying-jeou para seus projetos, transformando Formosa em um novo hub cinematográfico na Ásia. No final de 2013, por exemplo, Scarlett Johansson e Luc Besson eram vistos pelas ruas de Taipé durante a gravação de Lucy (2014). Besson escolheu a capital taiwanesa por ser “muito fotogênica”. Em uma cena do filme, a atriz norte-americana mata um taxista taiwanês incapaz de falar inglês. Os taxistas da cidade responderam com humor a essa cena com este vídeo.

Vai viajar a Taiwan? Clique aqui

Arquivado Em: