O padrasto das Kardashians

Bruce Jenner debuta como mulher na capa da ‘Vanity Fair’

“Me chamem de Caitlyn”, diz Bruce Jenner na revista, fotografado por Annie Leibovitz

A plataforma não poderia ser mais adequada, a Vanity Fair, a revista norte-americana que faz estrelas, foi o lugar escolhido por Caitlyn Jenner para seu debut. No próximo número, em junho, a publicação terá na capa as primeiras fotografias como mulher do atleta olímpico e transexual Bruce Jenner editadas com todo o glamour de Hollywood. Também conhecido como o pater familias do clã das Kardashians, casado durante quase 24 anos com Kris Jenner, a mãe das Kardashian, posa para a renomada fotógrafa Annie Leibovitz pela primeira vez como Caitlyn, adornada com um justo corpete de cetim bege que delineia suas curvas e deixa que seus cabelos ondulados suavizem suas feições. Uma foto para se apresentar à sociedade como mulher, acompanhada da manchete da entrevista: “Me chamem de Caitlyn”.

Bruce Jenner, de 65 anos, anunciou sua mudança de sexo em abril, depois de anos de rumores sobre sua identidade sexual. Em uma entrevista televisionada a Diane Sawyer, acompanhada por 17 milhões de telespectadores, o homem que foi atleta olímpico confirmou de uma maneira emotiva sua mudança de sexo. “Em todos os níveis sou uma mulher”, afirmou então, embora na época mantivesse seu nome e preferisse que nas referências à sua pessoa fosse utilizado o pronome masculino.

A entrevista concedida agora à Vanity Fair é a primeira na qual usa seu novo nome, Caitlyn, e na qual a transexual prefere que se dirijam a ela como mulher.

Como explicou antes a seu filho Burt, sua transformação não é motivada pelo desejo de se vestir como mulher. Pelo contrário, esclareceu, passou toda a vida se vestindo como homem. “Se estivesse no meu leito de morte guardando este segredo, e não tendo feito nada para remediá-lo, estaria pensando que joguei fora toda a minha vida”, afirma na revista, que sairá às bancas em julho.

Mais informações

Bruce Jenner, agora Caitlyn, havia comentado antes a alegria que sente ao se identificar como mulher. “Estou nascendo como eu mesma. Não é genial?”, disse a Sawyer. “Meu lado feminino é quem sou, algo que para Bruce Jenner é difícil dizer porque não quer decepcionar as pessoas”, acrescentou na entrevista, ainda falando como atleta olímpico de fama internacional. Tanto sua família como as pessoas mais próximas a Jenner expressaram seu apoio ao processo de transformação – na revista ele fala, por exemplo, das 10 horas de cirurgia facial às quais se submeteu –, embora a imprensa de celebridades e fofocas seja rápida na hora de apontar possíveis rivalidades entre Caitlyn e sua enteada Kim – a mais famosa das irmãs do clã Kardashian.

De fato, a surpreendente capa de Vanity Fair coincide com outra notícia-surpresa dos Kardashians. Neste caso se trata do anúncio de que a famosa Kim Kardashian, de 34 anos, e o cantor Kanye West, de 37, estão esperando o segundo filho, gravidez que anteciparam em seu famoso reality e da qual dão todo o tipo de detalhes na capa da revista Glamour, também de julho. Ainda assim, é roubar a notoriedade de Caitlyn Jenner, considerada no momento a transexual mais famosa dos Estados Unidos.