Seleccione Edição
Login

Apple renova seu tablet com outra versão do iPad Air

Nova versão eleva a qualidade da câmera fotográfica

Desde o lançamento o fabricante vendeu 225 milhões de tablets

Tim Cook, CEO da Apple, mostra o novo iPad.
Tim Cook, CEO da Apple, mostra o novo iPad. REUTERS

Depois de renovar o iPhone, chegou a vez do iPad, outra das estrelas entre os produtos da Apple. A modéstia não é uma das marcas de identidade do fabricante de produtos de alta tecnologia e, nesta quinta-feira, Tim Cook, o sucessor do mítico Steve Jobs à frente da empresa da maçã, voltou a demonstrar isso: “Transformou nosso jeito de jogar, aprender e comunicar. Está sendo usado para tantas e tantas coisas. Vendemos 225 milhões nos últimos quatro anos, 70 milhões apenas no último ano”, insistiu, referindo-se a um aparelho que já conta com 675.000 aplicativos desenvolvidos para ele.

O novo iPad 2 e o iPad Mini 3. ampliar foto
O novo iPad 2 e o iPad Mini 3. AFP

“Como melhorar o melhor tablet do mundo?”, se perguntou Cook antes de iniciar a apresentação do iPad Air 2. Em seguida foi mostrado um tablet com uma potência gráfica que multiplica por 180 a do modelo original. Talvez seja a cifra mais espetacular. Mas não é a única. O novo iPad aumenta a capacidade da câmera fotográfica, que passa a oito megapixels. Além disso, amplia o controle do contraste e do vídeo de alta definição. Dessa forma, a câmera do tablet se aproxima da do iPhone.

Na apresentação do novo aparelho, o sensor de impressões digitais não falhou. Nem podia, pois esse aplicativo é essencial para o novo sistema de pagamento que a fábrica de Cupertino desenvolveu, o Apple Pay. Nesse ponto, Cook se deteve durante a apresentação e explicou que nos Estados Unidos conta com a colaboração dos principais bancos do país, do Visa, Mastercard e American Express, colaboradores fundamentais em um sistema de pagamento que estreará na segunda-feira.

O preço do produto renovado oscilará nos Estados Unidos entre 499 dólares e 699 dólares

A partir de hoje está aberto o período de reservas de um produto cujo preço oscilará nos Estados Unidos entre 499 dólares (1.250 reais) e 699 dólares (1.750 reais). Também está sendo vendido um produto com uma tela menor, o iPad Míni 3, que custará 399 dólares (1.000 reais). No entanto, será preciso esperar até o final da semana seguinte para que os compradores possam ter o produto em mãos.

Todos esses itens conviverão no catálogo da empresa, por ora, com o iPad Míni inicial e o iPad2. E também será mantido o iPad Air.

Na apresentação do novo iPad, Craig Federighi, vice-presidente da área de software, foi o encarregado de falar do sistema operacional, o iOS 8, uma versão que deu numerosos e graves problemas tão logo estreou, e obrigou a empresa tecnológica a lançar rapidamente uma versão 8.1 que solucionou a questão. Em Cupertino tentaram falar disso como um fato curioso. “Recebemos muito feedback”, minimizou Federighi. Uma das críticas mais frequentes dos usuários do iOS8 tinha sido o desaparecimento do álbum com todas as fotografias. No final, a Apple cedeu. Volta. E o fará a partir da segunda-feira, quando a nova versão poderá começar a ser baixada.

MAIS INFORMAÇÕES