Prêmio Nobel

O francês Jean Tirole recebe o prêmio Nobel de Economia de 2014

O comitê reconhece o trabalho desse professor de 61 anos sobre o poder dos mercados

Jean Tirole, em uma imagem de arquivo.
Jean Tirole, em uma imagem de arquivo.

A Academia Real das Ciências da Suécia premiou o professor Jean Tirole (1953) com o Nobel de Economia por seus estudos sobre o poder dos mercados e sua regulação. O economista francês, diretor da Fundação Jean-Jacuqes Laffont na Escola de Economia de Toulouse, “trouxe novos ares à investigação das quebras dos mercados de meados de 1980 e até hoje”, destaca o comitê.

A Academia também destaca o trabalho de Tirole “para entender e regular setores dominados por algumas poucas empresas poderosas”. “Seus estudos resultaram em uma teoria unificada com grande influência nas políticas econômicas: como os governos deveriam lidar com as fusões ou cartéis e como regular os monopólios”, acrescenta.

MAIS INFORMAÇÕES

Além disso, é um dos teóricos mais relevantes do mundo na aplicação teórica e prática da Teoria dos Jogos e da Teoria da Informação. Nesse aspecto, Tirole se destaca por sua análise das ineficiências associadas à informação privilegiada dos agentes econômicos e, consequentemente, pelo desenho dos contratos e das políticas públicas que podem remediar essas falhas.

Jean Tirole também dirigiu suas pesquisas ao estudo de fenômenos como os crashes financeiros e o estouro de bolhas econômicas. É autor de mais de 150 artigos e de vários livros de referência internacional, tanto no âmbito acadêmico como no da Administração.

O economista francês, que receberá 866.000 euros pelo Nobel (2,67 milhões de reais), ganhou em 2008 o Prêmio Fundação BBVA Fronteiras do Conhecimento em Economia, Finanças e Gestão de Empresas.

No ano passado, o Nobel premiou duas teorias contraditórias sobre os mercados financeiros e os preços.

Arquivado Em: