Seleccione Edição
Login

Quando a ciência vira arte

Uma fotografia de um dedo humano submerso em um líquido corrosivo recebeu o primeiro prêmio da categoria geral de duas entidades de promoção da ciência da Espanha. A ideia é aproximar a ciência aos cidadãos por meio de uma visão artística e estética.

  • FOTCIENCIA, é o concurso de fotografia científica promovido pela Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC) e la Fundación para la Ciencia y la Tecnología que pretende aproximar a ciência dos cidadãos por meio de uma visão artística e estética. O primeiro vencedor da categoria geral, 'Corrossão digital', a imagem mostra o efeito da água sanitária no dedo indicador de um cadáver, que previamente tinha sido preenchido com com látex negro.
    1FOTCIENCIA, é o concurso de fotografia científica promovido pela Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC) e la Fundación para la Ciencia y la Tecnología que pretende aproximar a ciência dos cidadãos por meio de uma visão artística e estética. O primeiro vencedor da categoria geral, 'Corrossão digital', a imagem mostra o efeito da água sanitária no dedo indicador de um cadáver, que previamente tinha sido preenchido com com látex negro.
  • O primeiro prêmio da categoria micro 'O canhão do Antílope'. A escassa luz que consegue entrar nas estreitas paredes do canhão incide na rocha arenoso lhe dando cores espetaculares e surrealistas, similares às da superfície do gracioso cristal de sulfuro de estanho retratado nesta imagem. Trata-se de um material semicondutor que está sendo estudado para desenvolver novas células solares ultradelgadas menos agressivas ao meio ambiente.
    2O primeiro prêmio da categoria micro 'O canhão do Antílope'. A escassa luz que consegue entrar nas estreitas paredes do canhão incide na rocha arenoso lhe dando cores espetaculares e surrealistas, similares às da superfície do gracioso cristal de sulfuro de estanho retratado nesta imagem. Trata-se de um material semicondutor que está sendo estudado para desenvolver novas células solares ultradelgadas menos agressivas ao meio ambiente.
  • Premio Accésit da categoria micro 'Materiais hidrófobas naturais'. As asas de borboleta são um bom exemplo de material hidrófobo (repelente à água) que podemos encontrar na natureza. Por isso são fonte de inspiração para criar novos materiais que sirvam, por exemplo, para manter secos e limpos os painéis solares. Na imagem, observa-se a asa de uma borboleta do gênero Morpho coberta por gotas de orvalho. O efeito lupa que produzido permite descobrir o segredo das asas sem usar um microscópio: estão cobertas por escamas.
    3Premio Accésit da categoria micro 'Materiais hidrófobas naturais'. As asas de borboleta são um bom exemplo de material hidrófobo (repelente à água) que podemos encontrar na natureza. Por isso são fonte de inspiração para criar novos materiais que sirvam, por exemplo, para manter secos e limpos os painéis solares. Na imagem, observa-se a asa de uma borboleta do gênero Morpho coberta por gotas de orvalho. O efeito lupa que produzido permite descobrir o segredo das asas sem usar um microscópio: estão cobertas por escamas.
  • Prêmio "A ciência na sala de aulas" para esta fotografia chamada de 'Mudança de estado', a imagem de um cubo de gelo se derretendo em um copo mostra uma mudança de estado de sólido para líquido. O gelo flutua na água porque a água sólida cristalizada tem mais volume e menos densidade que a água líquida.
    4Prêmio "A ciência na sala de aulas" para esta fotografia chamada de 'Mudança de estado', a imagem de um cubo de gelo se derretendo em um copo mostra uma mudança de estado de sólido para líquido. O gelo flutua na água porque a água sólida cristalizada tem mais volume e menos densidade que a água líquida.
  • Premio Accésit categoria micro 'Entre costuras'. As imagens microscópicas utilizadas nos estudos históricos para conhecer os materiais e técnicas que permitiram elaborar os tecidos utilizados pelos seres humanos em épocas passadas. Nesta fotografia, um fio bordado.
    5Premio Accésit categoria micro 'Entre costuras'. As imagens microscópicas utilizadas nos estudos históricos para conhecer os materiais e técnicas que permitiram elaborar os tecidos utilizados pelos seres humanos em épocas passadas. Nesta fotografia, um fio bordado.
  • Prêmio especial "Instituto de Agricultura Sustentável" para a fotografia chamada de 'Atrapanieblas'. O deserto de Atacama, no Chile, é o local mais árido do planeta. Este é um engenhoso sistema de captação de água formado por uma malha plástica que serve para condensar a neblina matinal vinda do Pacífico. As gotas recolhidas são canalizadas para o cultivo de aloe vera.
    6Prêmio especial "Instituto de Agricultura Sustentável" para a fotografia chamada de 'Atrapanieblas'. O deserto de Atacama, no Chile, é o local mais árido do planeta. Este é um engenhoso sistema de captação de água formado por uma malha plástica que serve para condensar a neblina matinal vinda do Pacífico. As gotas recolhidas são canalizadas para o cultivo de aloe vera.
  • Prêmio especial "Ano Internacional da Cristalografia" para a fotografia chamada 'Bonita Complexidade'. Embora suas formas geométricas lembrem o trabalho dos artesãos muçulmanos sobre o gesso, trata-se de diminutas placas de sulfuro de zinco nas quais parte do material evapora por meio de técnicas de laboratório. A estrutura cristalina deste semicondutor é responsável por essas formas geométricas.
    7Prêmio especial "Ano Internacional da Cristalografia" para a fotografia chamada 'Bonita Complexidade'. Embora suas formas geométricas lembrem o trabalho dos artesãos muçulmanos sobre o gesso, trata-se de diminutas placas de sulfuro de zinco nas quais parte do material evapora por meio de técnicas de laboratório. A estrutura cristalina deste semicondutor é responsável por essas formas geométricas.