Seleccione Edição
Login

Henri Cartier-Bresson, para além do ‘instante decisivo’

Uma exposição no Centro Pompidou, em Paris, mostra a versatilidade do fotógrafo através de suas obras menos conhecidas. A mostra será abertaem 12 de fevereiro e estará aberta até 9 de junho.

  • Retrato de Henri Cartier-Bresson assinado por George Hoyningen-Huene na foto do cartaz da exposição do Pompidou. A foto foitirada em Nova York em 1935 e pertence ao MoMa.
    1Retrato de Henri Cartier-Bresson assinado por George Hoyningen-Huene na foto do cartaz da exposição do Pompidou. A foto foitirada em Nova York em 1935 e pertence ao MoMa. EL PAÍS
  • Multidão esperando diante de um banco para comprar ouro durante os últimos dias do Kuomintang, (Shangai, dezembro de 1948). Enquanto baixava o valor do dinheiro, o Kuomintang decidiu distribuir 40 gramas de ouro por pessoa. Em dezembro de 49, milhares saíram às ruas para esperar durante horas sua parte de riqueza. A polícia, equipada com os restos das armas do Assentamento Internacional, fez um gesto claro para manter o poder: dez pessoas foram esmagadas até a morte.
    2Multidão esperando diante de um banco para comprar ouro durante os últimos dias do Kuomintang, (Shangai, dezembro de 1948). Enquanto baixava o valor do dinheiro, o Kuomintang decidiu distribuir 40 gramas de ouro por pessoa. Em dezembro de 49, milhares saíram às ruas para esperar durante horas sua parte de riqueza. A polícia, equipada com os restos das armas do Assentamento Internacional, fez um gesto claro para manter o poder: dez pessoas foram esmagadas até a morte. Magnum Photos
  • Corrida "Os seis dias de Paris", Vélodrome d'Hiver (1957, Paris).
    3Corrida "Os seis dias de Paris", Vélodrome d'Hiver (1957, Paris). Magnum Photos
  • Público da exposição diante da fotografia Domingo na orla do Sena, tomada em 1938.
    4Público da exposição diante da fotografia Domingo na orla do Sena, tomada em 1938. Getty
  • A fotografia "Por trás da estação de Saint-Lazare", tomada em Paris em 1932, uma das mais célebres do artista.
    5A fotografia "Por trás da estação de Saint-Lazare", tomada em Paris em 1932, uma das mais célebres do artista.
  • O curador da mostra, Clement Cheroux, posa adiante de uma das fotografias de Cartier-Bresson.
    6O curador da mostra, Clement Cheroux, posa adiante de uma das fotografias de Cartier-Bresson. Getty
  • "Centro espacial John F. Kennedy", fotografia tirada por Bresson na Flórida, em 1967.
    7"Centro espacial John F. Kennedy", fotografia tirada por Bresson na Flórida, em 1967.
  • Alberto Giacometti, rue d’Alésia (Paris, 1961). Retrato do pintor e escultor suíço.
    8Alberto Giacometti, rue d’Alésia (Paris, 1961). Retrato do pintor e escultor suíço. Magnum Photos
  • Uma mulher olha a fotografia exposta no Centro Pompidou de Paris que Cartier-Bresson tomou em Leningrado em 1973.
    9Uma mulher olha a fotografia exposta no Centro Pompidou de Paris que Cartier-Bresson tomou em Leningrado em 1973.
  • Capa da revista Life assinada por Cartier-Bresson em 1955.
    10Capa da revista Life assinada por Cartier-Bresson em 1955.
  • Martine Franck (Paris, 1967). A fotógrafa Martine Franck, que também trabalhou para a agência Magnum, foi a última esposa de Cartier-Bresson, com quem ele casou em 1970.
    11Martine Franck (Paris, 1967). A fotógrafa Martine Franck, que também trabalhou para a agência Magnum, foi a última esposa de Cartier-Bresson, com quem ele casou em 1970. Magnum Photos