Seleccione Edição
Login

O frio congela parte dos EUA

O chamado vórtice polar faz as temperaturas caírem a 30° negativos em muitas cidades do centro do país e leva à suspensão de mais de 3.000 voos

  • Mais de 3.300 voos em todo o país haviam sido cancelados até o meio dia de segunda-feira e mais de 6.000 sofrido atrasos, segundo o site flightaware.com, que rastreia o tráfego aéreo. Na imagem, uma embarcação no rio Ohio, em sua passagem por Cincinnati.
    1Mais de 3.300 voos em todo o país haviam sido cancelados até o meio dia de segunda-feira e mais de 6.000 sofrido atrasos, segundo o site flightaware.com, que rastreia o tráfego aéreo. Na imagem, uma embarcação no rio Ohio, em sua passagem por Cincinnati. AP
  • O que os meteorologistas descreveram como um "vórtice polar", que inclui os ventos fortes em partes do norte das planícies e do Meio-Oeste, também levou às temperaturas mais baixas em décadas. Na imagem, uma pessoa cruza uma rua gelada em Detroit.
    2O que os meteorologistas descreveram como um "vórtice polar", que inclui os ventos fortes em partes do norte das planícies e do Meio-Oeste, também levou às temperaturas mais baixas em décadas. Na imagem, uma pessoa cruza uma rua gelada em Detroit. AFP
  • De Wisconsin à Dakota do Norte, os norte-americanos amanheceram envolvidos por uma frente ártica com temperaturas que, ajudadas pelo vento, se situam perto dos 45 graus centígrados abaixo de zero. Na imagem, pessoas caminham por uma rua de Chicago.
    3De Wisconsin à Dakota do Norte, os norte-americanos amanheceram envolvidos por uma frente ártica com temperaturas que, ajudadas pelo vento, se situam perto dos 45 graus centígrados abaixo de zero. Na imagem, pessoas caminham por uma rua de Chicago. AFP
  • O Serviço Meteorológico Nacional prevê para esta segunda 36 graus centígrados abaixo de zero em Fargo (Dakota do Norte), 29 negativos em Madison (Wisconsin) e cerca de 26 abaixo de zero em Minneapolis (Minnesota), Indianápolis (Indiana) e Chicago (Illinois). Na imagem, uma das pontes de Chicago.
    4O Serviço Meteorológico Nacional prevê para esta segunda 36 graus centígrados abaixo de zero em Fargo (Dakota do Norte), 29 negativos em Madison (Wisconsin) e cerca de 26 abaixo de zero em Minneapolis (Minnesota), Indianápolis (Indiana) e Chicago (Illinois). Na imagem, uma das pontes de Chicago. AFP
  • O prefeito de Indianápolis, Greg Ballard, elevou ao máximo os alertas de emergência no trânsito e proibiu a condução de veículos a não ser que seja por uma situação grave ou para buscar abrigo. Na imagem, máquinas tiram neve em Detroit.
    5O prefeito de Indianápolis, Greg Ballard, elevou ao máximo os alertas de emergência no trânsito e proibiu a condução de veículos a não ser que seja por uma situação grave ou para buscar abrigo. Na imagem, máquinas tiram neve em Detroit. AFP
  • O Serviço Meteorológico Nacional não registrou em mais de duas décadas temperaturas tão baixas nessas regiões do país, e as autoridades advertiram sobre o risco de hipotermia e lesões por congelamento na pele quando o efeito térmico é de 25 graus abaixo de zero ou mais frio. Na imagem, uma rua cheia de neve em Indianápolis.
    6O Serviço Meteorológico Nacional não registrou em mais de duas décadas temperaturas tão baixas nessas regiões do país, e as autoridades advertiram sobre o risco de hipotermia e lesões por congelamento na pele quando o efeito térmico é de 25 graus abaixo de zero ou mais frio. Na imagem, uma rua cheia de neve em Indianápolis. AP
  • Vista aérea de um bairro residencial de Chicago, Illinois, neste 6 de janeiro. Os EUA vivem uma das temporadas mais frias das últimas décadas por causa da entrada de uma frente polar ártica que colocou cerca de 140 milhões de norte-americanos em temperaturas abaixo de zero.
    7Vista aérea de um bairro residencial de Chicago, Illinois, neste 6 de janeiro. Os EUA vivem uma das temporadas mais frias das últimas décadas por causa da entrada de uma frente polar ártica que colocou cerca de 140 milhões de norte-americanos em temperaturas abaixo de zero. EFE
  • O frio é tão intenso que a pele se congela em cinco minutos com um vento equivalente a -40 graus Celsius, temperatura atingida por alguns termômetros nos EUA. Na imagem, uma pessoa caminha por uma rua em Chicago.
    8O frio é tão intenso que a pele se congela em cinco minutos com um vento equivalente a -40 graus Celsius, temperatura atingida por alguns termômetros nos EUA. Na imagem, uma pessoa caminha por uma rua em Chicago. REUTERS
  • No Missouri, o Departamento de Transportes advertiu que a maioria das estradas estatais estão cobertas de neve e que o sal não atuava de maneira efetiva para eliminá-la devido às extremas temperaturas, que também são acompanhadas de fortes ventos. Na imagem, uma mulher tira a neve de seu carro em Michigan.
    9No Missouri, o Departamento de Transportes advertiu que a maioria das estradas estatais estão cobertas de neve e que o sal não atuava de maneira efetiva para eliminá-la devido às extremas temperaturas, que também são acompanhadas de fortes ventos. Na imagem, uma mulher tira a neve de seu carro em Michigan. AP