Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Homem mata 12 pessoas a tiros em uma festa de Ano Novo em Campinas

Ex-mulher e o filho de nove anos do agressor estão entre as vítimas, todas da mesma família

Corpo de uma das vítimas da chacina é retirado de casa em Campinas.
Corpo de uma das vítimas da chacina é retirado de casa em Campinas. Folhapress

Um homem invadiu na madrugada do domingo uma festa de fim de ano na cidade de Campinas, no interior de São Paulo, e matou a tiros onze pessoas, incluindo sua ex-mulher e seu filho de nove anos de idade, antes de se suicidar, segundo a polícia.

O assassino, cujo nome não foi divulgado, pulou o muro de uma residência no bairro Jardim Aurélia, em Campinas antes de invadir o salão principal e começar a disparar indiscriminadamente com um revólver.

Além das doze vítimas da mesma família, o ataque deixou três pessoas feridas, que foram internadas no Hospital Universitário da Universidade de Campinas.

O agressor, de 40 anos, que estava se divorciando de sua ex-mulher e não aceitava a separação, no final se suicidou com um tiro na cabeça. Junto ao seu corpo foi encontrado um carregador com munição extra para a arma.

Segundo o site G1, em depoimento, uma testemunha disse ouviu o atirador dizer que ia matar a ex-mulher porque ela tirou a guarda do filho e que,em seguida, a criança falou que o pai tinha matado a mamãe. Ainda segundo a testemunha, na sequência, mais dois tiros foram esutados e depois um silêncio.

Do total de vítimas, onze morreram na residência em que acontecia a festa e a outra no hospital; foram nove mulheres e dois homens, além do menor de idade.

MAIS INFORMAÇÕES