Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Álcool, maconha e descontrole de Pitt levaram Jolie a pedir o divórcio

Processo envolve milhões de dólares, já que o casal ‘Brangelina’ era um dos mais poderosos de Hollywood

Na Corte Superior da Califórnia, seção Los Angeles, o processo é identificado apenas como BD646058. Para o resto do mundo, trata-se da ação de divórcio apresentada na segunda-feira por Angelina Jolie contra Brad Pitt. Dez páginas de um formulário impresso, nas quais o casal mais famoso e poderoso de Hollywood detalha sua separação após 12 anos de vida sob os holofotes e seis filhos em comum. No item 5 do formulário, divulgado na terça-feira pelo portal de fofocas TMZ, está marcada a alternativa 1: “Diferenças irreconciliáveis”.

Angelina Jolie e Brad Pitt se separaram na quinta-feira da semana passada, segundo o documento apresentado pela famosa advogada Laura Wasser, especialista em divórcios hollywoodianos. No item 6, Jolie pede a custódia física dos seis filhos, com custódia legal conjunta e autorização para que Pitt visite as crianças. Ela não solicita ajuda econômica do ex-marido.

“Esta decisão foi tomada pelo bem da família. Ela não vai fazer comentários e pede privacidade à família neste momento”, limitou-se a comentar outro advogado de Jolie, Robert Offer.

Brangelina
Uma das últimas imagens de Angelina Jolie e Brad Pitt juntos, com três dos seus filhos. RMBI/AKM-GSI / Cordon Press

Nos documentos judiciais, Jolie comunica ao tribunal que há uma série de bens separados que estão por determinar. Como atores, diretores e produtores, Jolie e Pitt – conhecidos como Brangelina pela força da sua marca como casal – estão entre os profissionais mais bem pagos de Hollywood. A revista Forbes calcula que, juntos, obtiveram desde 2004 uma renda de 555 milhões de dólares (1,8 bilhão de reais, pelo câmbio atual). Pitt, segundo esse cálculo, teria sido responsável por 315,5 milhões de dólares desse total, e Jolie pelos 239,5 milhões restantes. Só no ano passado, Pitt ganhou 31,5 milhões de dólares.

Nas primeiras 24 horas após a divulgação da notícia, “fontes próximas ao casal” citadas na imprensa especializada disseram que a razão principal do divórcio não foi uma terceira pessoa, e sim a maneira como Pitt, de 52 anos, se relaciona com os filhos. Segundo essas fontes, Pitt tem problemas para se controlar quando fica irritado. Ainda de acordo com esta versão, a primeira a ser difundida e cuja única credibilidade repousa na marca TMZ, Pitt continua consumindo maconha e álcool, hábitos sobre os quais se falou amplamente em seus anos de astro juvenil.

Pitt não respondeu publicamente às acusações. Sua reação foi uma breve declaração à revista People: “Estou muito triste com este assunto, mas o que mais importa agora é que nossos filhos estejam bem. Peço gentilmente à imprensa que lhes deem o espaço que precisam neste momento difícil”.

O divórcio do casal Jolie-Pitt já é a principal notícia de celebridades do ano. Juntos, eles têm um incrível dom de vender revistas. Não há semana em que não estejam em alguma capa disparatada das publicações de fofocas dos Estados Unidos. Numa semana, ela estava a ponto de morrer e ele a abandonou. Na seguinte, ele reatou com Jennifer Aniston e Jolie enlouqueceu de ciúmes. Ainda nesta semana, em outra revista, ele havia abandonado a sua avó moribunda na miséria. Assim viveram por mais de uma década.

O casal se conheceu em 2004, durante as filmagens de Senhor e Senhora Smith. A ideia de colocá-los juntos em um filme romântico de aventuras era quase uma obviedade. Aos 41 anos, Pitt continuava sendo o maior sex symbol da década, depois de ter derreter corações nos anos noventa, em títulos como Thelma e Louise, Lendas da Paixão, Entrevista Com o Vampiro, Seven – Os Sete Crimes Capitais e Clube da Luta. Ela, nascida em Hollywood (seu pai é o ator John Voight), 12 anos a menos que Pitt, havia recebido um Oscar como atriz coadjuvante por Garota, Interrompida e, acima de tudo, se tornara uma das atrizes mais valorizadas da indústria depois de interpretar a heroína Lara Croft em Tomb Raider.

Jolie e Pitt foram vistos juntos em público pela última vez em 12 de julho, tomando o café da manhã num restaurante de West Hollywood. Com seis filhos (sendo três adotivos), foram durante uma década a família real de Hollywood, com uma bem cuidada imagem de família feliz e casamento duradouro, em contraste com a habitual volatilidade nas relações entre famosos. Uma história que se estilhaçou nesta segunda-feira.

MAIS INFORMAÇÕES