Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Ocupação pela educação é aula de cidadania, defende secundarista

Polícia Militar retirou nesta sexta os estudantes que estavam no Centro Paula Souza desde 28 de maio para cobrar a CPI da merenda

A Tropa de Choque da Polícia Militar de São Paulo entrou no Centro Paulo Souza nesta sexta-feira para cumprir a reintegração de posse e retirar à força os estudantes que ocupavam o prédio desde o dia 28 de maio. Segundo relatos de alguns ocupantes, divulgados nas redes sociais, houve truculência por parte dos policiais. Imagens feitas por redes de televisão mostraram que alguns alunos foram retirados pelo braço e outros foram arrastados. Por volta das 6h50, o complexo foi totalmente desocupado.

Um dia antes, o EL PAÍS esteve no local e conversou com Lucas, secundarista que participou da ocupação. "Infelizmente o que se ensina nas escolas hoje é o racismo, o machismo e a homofobia. Queremos mudar isso. Não tem nada mais do que uma aula de cidadania nessa ocupação pela educação", disse o estudante. Veja o vídeo completo acima.

MAIS INFORMAÇÕES