Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

EUA cresceram 4,6% no segundo trimestre

Dado final, 0,4 ponto acima do previsto, marca uma forte recuperação depois da contração de 2,1% no começo do ano

A economia dos Estados Unidos cresceu a uma taxa anualizada de 4,6% no segundo trimestre, de acordo com a terceira e última leitura do produto interno bruto. Isso é 0,4 ponto percentual a mais do que a parcial anunciada há um mês, e representa o melhor rendimento da atividade econômica em cinco anos. A forte recuperação contrasta com a contração de 2,1% registrada no começo de 2014.

O dado final acompanha a expectativa dos analistas. Esta revisão para cima ocorre apesar de o consumo privado ter se mantido inalterado em relação à previsão, com um aumento de 2,5%. Os norte-americanos gastaram mais do que o esperado em saúde, mas nem tanto em outros serviços. O ajuste se explica porque o investimento das empresas – com alta de 9,7% – e as exportações –11,1% – tiveram uma alta mais acelerada.

A previsão para o terceiro trimestre é de um crescimento mais próximo de 3%. O Federal Reserve (banco central) projeta uma expansão de 2,1% para todo o exercício, subindo para 2,8% em 2015. A inflação vinculada ao consumo se mantém em 2,3% anuais. Existe a expectativa de que no final de outubro as autoridades monetárias encerrem o seu mecanismo de compra de dívida, uma forma de estímulo financeiro, e que os juros – atualmente próximos de zero – subam no primeiro semestre.