Edição:
EL PAÍS
Francisco Monteiro e a esposa, Zuleide de Souza.
Especial Sertão

“Veio a peste, mas neste ano Deus mandou a chuva para encher a cisterna”

Beatriz Jucá|Quixeramobim e São Paulo|

As cisternas, uma política pública que vem sendo descontinuada no Brasil nos últimos anos, são um alento para as famílias do sertão durante a pandemia do coronavírus. Graças a elas, famílias têm água no quintal de casa e algum meio para evitar a fome e garantir a permanência delas no campo em meio às atuais crises sanitária e econômica

newsletters

Receba o boletim diário do EL PAÍS Brasil