Governo de Maduro deporta líder estudantil opositor para a Espanha

Lorent Saleh, preso desde 2014, foi libertado por “condutas suicidas” e obrigado a abandonar a Venezuela imediatamente por ordem da Constituinte