Seleccione Edição
Login
The bubble, (A Bolha), 1906
The bubble, (A Bolha), 1906

O poder do nu

15 fotos

Sete décadas após a morte de Anne Brigman, a fotógrafa que rompeu as barreiras ao se retratar nua em 1905, ganha sua primeira grande retrospectiva nos EUA

  • Em 1905, uma mulher se retratou nua nas montanhas acidentadas de Serra Nevada, na Califórnia. "Eu queria ser livre ... Isso era tudo que eu queria", lembrou Anne Brigman (1869-1950). No meio da transição dos valores da era vitoriana para o alvorecer da era moderna, a fotografia rompeu regras. "Para Brigman mostrar seu próprio corpo nu como tema de suas fotografias no início do século XX foi algo radical. Ao fazê-lo ao ar livre, em um lugar inabitado de natureza praticamente inóspita foi revolucionário ", diz Ann M. Wolfe, curador da primeira grande retrospectiva dedicada a esta fotógrafa, poeta e protofeminista.
    1Heart of the storm (O calor da tormenta) Em 1905, uma mulher se retratou nua nas montanhas acidentadas de Serra Nevada, na Califórnia. "Eu queria ser livre ... Isso era tudo que eu queria", lembrou Anne Brigman (1869-1950). No meio da transição dos valores da era vitoriana para o alvorecer da era moderna, a fotografia rompeu regras. "Para Brigman mostrar seu próprio corpo nu como tema de suas fotografias no início do século XX foi algo radical. Ao fazê-lo ao ar livre, em um lugar inabitado de natureza praticamente inóspita foi revolucionário ", diz Ann M. Wolfe, curador da primeira grande retrospectiva dedicada a esta fotógrafa, poeta e protofeminista.
  • A exposição Anne Brigman: Uma Visionária na Fotografia Moderna (até 27 de janeiro em Nevada, Estados Unidos) nos leva ao universo da autora através de mais de duzentas imagens. Obra de atmosfera sugestiva e etérea respirada pela poesia de uma natureza poderosa e selvagem habitada fundamentalmente por personagens femininas que mantêm uma forte ligação com ela. Veja a seguir algumas destas fotografias.
    2The Source, (A fonte), 1905 A exposição Anne Brigman: Uma Visionária na Fotografia Moderna (até 27 de janeiro em Nevada, Estados Unidos) nos leva ao universo da autora através de mais de duzentas imagens. Obra de atmosfera sugestiva e etérea respirada pela poesia de uma natureza poderosa e selvagem habitada fundamentalmente por personagens femininas que mantêm uma forte ligação com ela. Veja a seguir algumas destas fotografias.
  • 3The bubble (A bolha), 1906 
  • 4Dawn (Amanhecer), 1909 
  • 5The breeze (A brisa), 1909 
  • 6Pan, 1914 
  • 7Via Dolorosa, circa 1911 
  • 8Sand Erosion (Erosão de areia), 1931 
  • 9Imogen and Twinka at Yosemite, 1974 
  • 10Night Bathing ( Banho noturno) 1939, 
  • 11Creek (Riacho), 1974 
  • 12Autorretrato com pedra, 1981 
  • 13Goddess head (Cabeça de deusa) da série Calling, 1975 
  • 14Sem título #111, 2006–07 
  • 15Smoke goddess V (Deusa da fumaça) da série Women and smoke, 1972