Seleccione Edição
Login

Como são as ‘casas prego’ chinesas

As autoridades de Xangai conseguiram demolir este fim de semana uma residência que bloqueava o tráfego em uma estrada, depois de 14 anos de negociações

  • Em um canto de Xangai, rodeado por um muro de concreto, se encontra um dos terrenos mais valiosos do mundo entre escombros e lixo. O bairro de Guangfuli é o sonho de um investidor imobiliário: um lote em meio a um dos mercados imobiliários mais caros e de rápido crescimento do planeta. Mas a realidade é mais parecida com um pesadelo, já que centenas de pessoas que vivem ali se negaram a abandonar suas casas deterioradas durante quase 16 anos. Na imagem, Tao Weiren se senta diante de sua casa de dois andares no bairro de Guangfuli, em Xangai, em 24 de março de 2016.
    1Em um canto de Xangai, rodeado por um muro de concreto, se encontra um dos terrenos mais valiosos do mundo entre escombros e lixo. O bairro de Guangfuli é o sonho de um investidor imobiliário: um lote em meio a um dos mercados imobiliários mais caros e de rápido crescimento do planeta. Mas a realidade é mais parecida com um pesadelo, já que centenas de pessoas que vivem ali se negaram a abandonar suas casas deterioradas durante quase 16 anos. Na imagem, Tao Weiren se senta diante de sua casa de dois andares no bairro de Guangfuli, em Xangai, em 24 de março de 2016. REUTERS
  • Um menino brinca em uma parede derrubada diante de um edifício parcialmente demolido em Hefei, província de Anhui, em 22 de abril de 2015. Mais de uma dúzia de famílias tem vivido nessas condições há mais de dois anos por não chegarem a um acordo de compensação.
    2Um menino brinca em uma parede derrubada diante de um edifício parcialmente demolido em Hefei, província de Anhui, em 22 de abril de 2015. Mais de uma dúzia de famílias tem vivido nessas condições há mais de dois anos por não chegarem a um acordo de compensação. REUTERS
  • Uma 'casa prego' de três andares resiste no meio de uma estrada de Luoyang (na província chinesa de Henan), em uma foto de maio de 2016. O proprietário não havia chegado a um acordo de compensação com as autoridades para derrubá-la
    3Uma 'casa prego' de três andares resiste no meio de uma estrada de Luoyang (na província chinesa de Henan), em uma foto de maio de 2016. O proprietário não havia chegado a um acordo de compensação com as autoridades para derrubá-la
  • Em uma foto tirada em 6 de junho de 2010, o agricultor chinês Yang Youde dispara seu canhão caseiro perto de suas terras de cultivo nos arredores de Wuhan, na província de Hubei, no centro da China. Yang utiliza seus canhões, feitos com restos de um carrinho de mão, tubulações e fogos de artifício, para defender seus campos contra os agentes imobiliários que querem sua terra
    4Em uma foto tirada em 6 de junho de 2010, o agricultor chinês Yang Youde dispara seu canhão caseiro perto de suas terras de cultivo nos arredores de Wuhan, na província de Hubei, no centro da China. Yang utiliza seus canhões, feitos com restos de um carrinho de mão, tubulações e fogos de artifício, para defender seus campos contra os agentes imobiliários que querem sua terra AFP/Getty
  • A imagem, de novembro de 2012, mostra uma ‘casa prego’ em Wenling, no leste da China. Seus donos rejeitaram a compensação equivalente a 130.000 reais que o Governo lhes oferecia para demoli-la e exigiram uma soma maior
    5A imagem, de novembro de 2012, mostra uma ‘casa prego’ em Wenling, no leste da China. Seus donos rejeitaram a compensação equivalente a 130.000 reais que o Governo lhes oferecia para demoli-la e exigiram uma soma maior
  • Uma 'casa prego', em um lugar em obras em janeiro de 2008. No cartaz se pode ler: “Pedindo firmemente ao Governo que puna o agente que derrubou minha casa. Devolva-me minha casa”.
    6Uma 'casa prego', em um lugar em obras em janeiro de 2008. No cartaz se pode ler: “Pedindo firmemente ao Governo que puna o agente que derrubou minha casa. Devolva-me minha casa”. REUTERS
  • Um edifício residencial velho cercado por uma estrada, em 18 de junho de 2015, em Guangzhou, província de Cantão. O plano era demolir o prédio, mas vários moradores se negaram a abandoná-lo por não chegarem a um acordo com as autoridades
    7Um edifício residencial velho cercado por uma estrada, em 18 de junho de 2015, em Guangzhou, província de Cantão. O plano era demolir o prédio, mas vários moradores se negaram a abandoná-lo por não chegarem a um acordo com as autoridades REUTERS
  • Uma casa bloqueia uma estrada de um bairro residencial em Nanning, no sul da China (abril de 2015)
    8Uma casa bloqueia uma estrada de um bairro residencial em Nanning, no sul da China (abril de 2015)
  • Uma 'casa prego' parcialmente demolida (a última na zona) em um lugar em obras em Hefei, província de Anhui, em fevereiro de 2010. O proprietário exigia uma maior compensação em troca de sua casa
    9Uma 'casa prego' parcialmente demolida (a última na zona) em um lugar em obras em Hefei, província de Anhui, em fevereiro de 2010. O proprietário exigia uma maior compensação em troca de sua casa REUTERS
  • Cao Mingyun, filha de Cao Wenxia, de 75 anos, e dona de uma 'casa prego', fala com um jornalista diante de sua residência em Hefei, província de Anhui, em 29 de janeiro de 2010. A família de Cao se negava a mudar-se por não estar satisfeita com a compensação oferecida pela casa, a ponto de ser demolida para dar lugar a um novo projeto comercial
    10Cao Mingyun, filha de Cao Wenxia, de 75 anos, e dona de uma 'casa prego', fala com um jornalista diante de sua residência em Hefei, província de Anhui, em 29 de janeiro de 2010. A família de Cao se negava a mudar-se por não estar satisfeita com a compensação oferecida pela casa, a ponto de ser demolida para dar lugar a um novo projeto comercial REUTERS
  • Uma 'casa prego', em Yichang, em março de 2013. A terra ao redor foi escavada para a construção de uma estrada
    11Uma 'casa prego', em Yichang, em março de 2013. A terra ao redor foi escavada para a construção de uma estrada
  • Uma casa de três andares se encontra na rua central do distrito de Luolong, o que obriga à interrupção da construção de uma estrada, em 16 de maio de 2015, na província de Henan, China
    12Uma casa de três andares se encontra na rua central do distrito de Luolong, o que obriga à interrupção da construção de uma estrada, em 16 de maio de 2015, na província de Henan, China Getty
  • Uma 'casa prego', em meio a uma área coberta com uma lona protetora em Hangzhou, província de Zheijian, em 26 de setembro de 2016
    13Uma 'casa prego', em meio a uma área coberta com uma lona protetora em Hangzhou, província de Zheijian, em 26 de setembro de 2016 REUTERS
  • Li Guoqiang fala por telefone diante de sua casa no bairro de Guangfuli, em Xangai, em 1 de abril de 2016
    14Li Guoqiang fala por telefone diante de sua casa no bairro de Guangfuli, em Xangai, em 1 de abril de 2016 REUTERS
  • Nesta fotografia tomada em 2007 se pode ver uma ‘casa prego’, propriedade de Choi Chu Cheung e sua esposa, Zhang Lian-hao, que se negaram a aceitar a compensação oferecida pela construtora de um centro financeiro
    15Nesta fotografia tomada em 2007 se pode ver uma ‘casa prego’, propriedade de Choi Chu Cheung e sua esposa, Zhang Lian-hao, que se negaram a aceitar a compensação oferecida pela construtora de um centro financeiro REUTERS
  • Duas 'casas prego' em uma área em construção em Taiyuan, província de Shanxi, em 24 de março de 2016. Os proprietários se negaram a abandonar suas casas e serem realojados
    16Duas 'casas prego' em uma área em construção em Taiyuan, província de Shanxi, em 24 de março de 2016. Os proprietários se negaram a abandonar suas casas e serem realojados Getty

MAIS INFORMAÇÕES