14 personagens de ‘Game of Thrones’ que não entendemos como continuam vivos

Se você é um personagem de 'Game of Thrones', é provável que morrerá. Não de velho nem por causa de um acidente, mas sim traído por algum aliado e da maneira mais sangrenta e cruel. Nos Sete Reinos não existe a justiça poética, portanto ser uma boa pessoa não garante acabar bem. Ninguém vai lhe recompensar, ninguém vai dizer “Jon Snow é muito bacana” porque ninguém se importa com o fato de você ser uma boa pessoa. Por isso é preciso admirar estes 14 personagens, que há seis temporadas vagueiam por uma sociedade podre e se mantêm vivos. Às vezes parece que estas 14 migalhas só existem para que os malvados, por contraste, pareçam ainda mais maus. Porque em 'Game of Thrones' a bondade é tão perversa como o comportamento sexual: os bons não são bons porque fazem coisas boas, mas porque não fazem coisas horríveis. São bons porque nasceram assim. Seu maior mérito é ter chegado vivos até a sétima temporada (que estreia no Brasil neste domingo, na HBO), mas sua bondade faz com que precisemos de um final feliz para eles. Colocamos estes personagens em um ranking: do menos bonzinho ao mais bonzinho. Spoiler: é provável que a maioria não chegue ao episódio final.
Se você é um personagem de 'Game of Thrones', é provável que morrerá. Não de velho nem por causa de um acidente, mas sim traído por algum aliado e da maneira mais sangrenta e cruel. Nos Sete Reinos não existe a justiça poética, portanto ser uma boa pessoa não garante acabar bem. Ninguém vai lhe recompensar, ninguém vai dizer “Jon Snow é muito bacana” porque ninguém se importa com o fato de você ser uma boa pessoa. Por isso é preciso admirar estes 14 personagens, que há seis temporadas vagueiam por uma sociedade podre e se mantêm vivos. Às vezes parece que estas 14 migalhas só existem para que os malvados, por contraste, pareçam ainda mais maus. Porque em 'Game of Thrones' a bondade é tão perversa como o comportamento sexual: os bons não são bons porque fazem coisas boas, mas porque não fazem coisas horríveis. São bons porque nasceram assim. Seu maior mérito é ter chegado vivos até a sétima temporada (que estreia no Brasil neste domingo, na HBO), mas sua bondade faz com que precisemos de um final feliz para eles. Colocamos estes personagens em um ranking: do menos bonzinho ao mais bonzinho. Spoiler: é provável que a maioria não chegue ao episódio final.