Seleccione Edição
Login

O ‘Messi iraniano’ causa furor em seu país e termina em uma delegacia

Polícia considera que o jovem, sósia do astro do futebol, altera a ordem pública

Reza Parastesh posa disfarçado como Messi, nesta segunda-feira em Teerã.
Reza Parastesh posa disfarçado como Messi, nesta segunda-feira em Teerã. AFP

Embora seus seguidores achem que Lionel Messi é um fenômeno irrepetível, Reza Parastesh, seu duplo no Irã, é uma prova vivente de que o craque argentino tem pelo menos uma cópia fiel no físico. Também de que a fama não só causa problemas às celebridades, senão inclusive a seus dobros. Assim se viu no passado domingo em Hamedán, uma cidade a 400 quilômetros ao sudoeste de Teerã , quando a presença de quem achavam seu ídolo provocou tal aglomeração que parou o tráfico e obrigou à policial a intervir. Ante a avalanche de fãs que tentavam se fazer uma selfie com o futebolista, os agentes optaram por transladar ao Messi iraniano à delegacia e confiscar seu carro para os dispersar.

Reza Parastesh assemelha-se tanto ao jogador do Barcelona que até a cadeia de televisão esportiva Eurosport de Reino Unido utilizou por erro sua foto em Twitter. A história que levou a Parastesh a converter em uma estrela começou faz em uns meses quando seu pai, muito aficionado ao futebol, pendurou uma foto de seu filho com a t-shirt 10 da Barca em um site especializado em desportos. Mal publicada a imagem, já estava recebendo as primeiras ofertas. Então, este estudante de 25 anos, começou a luzir o mesmo corte de cabelo e barba que o autêntico Messi para se parecer ainda mais ao argentino.

“Agora a gente me chama o Messi do Irã e me pede que imite todo o que faz. A gente ao ver-me surpreende-se muito. Alegra-me muito fazer-lhes felizes. Isto me dá muita energia”, declarou o jovem à agência France Presse.

Por enquanto, Parastesh, que já assinou vários contratos como modelo, começou treinar com a bola para dar uma imagem mais fiel aos espectadores. “Messi é o melhor futebolista da história, claramente tem demasiadas coisas que gerenciar. Poderia representá-lo quando esteja transbordado”, assegura o jovem que sonha com conhecer a seu herói e inclusive afirma ter recebido um convite do jogador para viajar a Barcelona.