Seleccione Edição
Login

O ecossistema de Chernobyl 30 anos depois

Mais de 100.000 tiveram que abandonar a região. Seus habitantes são a fauna nativa em uma área do tamanho de Luxemburgo

  • Uma águia de cauda branca junto ao cadáver de um lobo no povoado abandonado de Dronki (Belarus).
    1Uma águia de cauda branca junto ao cadáver de um lobo no povoado abandonado de Dronki (Belarus). REUTERS
  • Um lobo olha para a câmera na cidade fantasma de Orevichi (Belarus).
    2Um lobo olha para a câmera na cidade fantasma de Orevichi (Belarus). REUTERS
  • Uma águia de cauda branca no telhado de uma escola desabitada em Tulgovichi (Belarus).
    3Uma águia de cauda branca no telhado de uma escola desabitada em Tulgovichi (Belarus). REUTERS
  • Um casal de alces em um bosque de Dronki (Belarus).
    4Um casal de alces em um bosque de Dronki (Belarus). REUTERS
  • Uma escrevedeira-amarela entre os restos de uma casa em Overichi (Belarus).
    5Uma escrevedeira-amarela entre os restos de uma casa em Overichi (Belarus). REUTERS
  • Um gato caminha pela cidade fantasma de Prípiat (Ucrânia), perto da usina nuclear de Chernobyl.
    6Um gato caminha pela cidade fantasma de Prípiat (Ucrânia), perto da usina nuclear de Chernobyl. REUTERS
  • Um pega-rabuda voa sobre uma cerca de arame farpado em Babchin (Belarus).
    7Um pega-rabuda voa sobre uma cerca de arame farpado em Babchin (Belarus). REUTERS
  • Uma raposa caminha por um cambo abandonado próximo ao povoado abandonado de Babchin (Belarus).
    8Uma raposa caminha por um cambo abandonado próximo ao povoado abandonado de Babchin (Belarus). REUTERS
  • Uma lontra nada em um rio nas proximidades do povoado bielorrusso de Pogonnoe.
    9Uma lontra nada em um rio nas proximidades do povoado bielorrusso de Pogonnoe. REUTERS
  • Uma coruja alça voo de uma chaminé em Kazhusni (Belarus).
    10Uma coruja alça voo de uma chaminé em Kazhusni (Belarus). REUTERS
  • Caçadores arrastam dois lobos mortos próximo ao povoado de Khrapkov (Belarus).
    11Caçadores arrastam dois lobos mortos próximo ao povoado de Khrapkov (Belarus). REUTERS
  • Uma manada de bisões nas proximidades de Dronki (Belarus).
    12Uma manada de bisões nas proximidades de Dronki (Belarus). REUTERS
  • Um lobo cruza a trilha de um bosque de Dronki (Belarus).
    13Um lobo cruza a trilha de um bosque de Dronki (Belarus). REUTERS
  • Uma águia-real aproxima-se dos restos de um alce em Babchin (Belarus).
    14Uma águia-real aproxima-se dos restos de um alce em Babchin (Belarus). REUTERS
  • Uma cegonha negra voa próxima ao povoado bielorrusso abandona de Dronki.
    15Uma cegonha negra voa próxima ao povoado bielorrusso abandona de Dronki. REUTERS
  • Um pica-pau espreita-se pelo buraco de uma árvore nas proximidades da central nuclear de Chernobyl.
    16Um pica-pau espreita-se pelo buraco de uma árvore nas proximidades da central nuclear de Chernobyl. REUTERS
  • Um cachorro abandonado caminha pela cidade fantasma de Prípiat (Ucrânia).
    17Um cachorro abandonado caminha pela cidade fantasma de Prípiat (Ucrânia). REUTERS