Seleccione Edição
Login

Júpiter e Vênus, juntinhos

A conjunção dos dois planetas mais brilhantes pode ser vista até o próximo sábado

Nos últimos dias, os terráqueos têm observado um impressionante evento no céu: a conjunção de Júpiter e Vênus. A aproximação máxima ocorreu na noite de terça-feira, 30 junho. Depois disso, os dois planetas mais brilhantes do firmamento ficaram a 0,3 graus de distância, menos do que o diâmetro da lua cheia. Um observador na Terra poderia tapar ambos com o dedo mindinho levantado com o braço estendido. O casal, já de partida, ainda pode ser visto de perto até 4 de julho.

A conjunção, claro, é um efeito óptico. Em 30 de junho, quando parecia que os dois planetas iam se chocar, Júpiter estava a 900 milhões de quilômetros da Terra e, Vênus, a 74 milhões. Júpiter é 11 vezes maior do que Vênus, mas este último é mais brilhante por causa de sua proximidade com nosso planeta, segundo a NASA. Conjunções são fenômenos relativamente comuns. Em 2012, uma outra aproximação de Vênus e Júpiter resultou em fotografias espetaculares.

MAIS INFORMAÇÕES