Tecnologia

O que vai mudar com as redes 5G?

Na década de 2020, as redes sem fio serão muito mais velozes

O 5G planeja revolucionar a Internet a 25 megas por segundo.
O 5G planeja revolucionar a Internet a 25 megas por segundo.

A Nokia realizou há alguns meses uma transmissão de 10 gigabytes de dados por segundo em um protótipo de rede 5G. Uma cifra astronômica que permite, por exemplo, transmitir praticamente de forma instantânea um filme em resolução 4K (usada nos televisores e cinemas digitais). A realidade será um pouco diferente desses experimentos de laboratório.

Segundo um documento do consórcio de empresas de telecomunicações NGMNA, a tecnologia 5G permitirá velocidades que oscilarão entre 25 e 50 megabits por segundo (Mbps) se estamos viajando de carro ou de trem e podem subir para até um gigabyte em circunstâncias ideais, se o dispositivo que recebe o sinal não estiver em movimento.

Ainda não está claro como isso será conseguido, porque a tecnologia atual na qual as redes 3G e 4G estão baseadas não permite transportar o volume de dados esperado através das redes 5G. Apesar disso, está previsto o lançamento de uma rede com essa tecnologia durante a Copa do Mundo de 2018.

A tecnologia 5G ainda está em fase inicial de desenvolvimento, mas algumas de suas utilidades futuras já são conhecidas. São esperadas mudanças no transporte público e também no funcionamento de fábricas, porque permitirá a utilização de máquinas por controle remoto a grandes distâncias. Estas são algumas das coisas que podemos esperar da Internet que não dependerá dos cabos.

MAIS INFORMAÇÕES

Vídeo de alta definição sem interrupções

Mesmo em locais com grandes aglomerações, como em um estádio, será possível enviar e receber vídeos em alta definição sem que a rede fique saturada. Também será possível usar vídeos em tempo real com alta qualidade em mais situações do que a tecnologia atual permite. Será possível, por exemplo, que aplicativos de streaming, como o Periscope, façam transmissões com menos interrupções e em alta definição. Algo que pode mudar até nossa maneira de trabalhar.

Internet de alta velocidade em aviões e trens

Também no campo da mobilidade, as redes 5G podem revolucionar as conexões de Internet em trens de alta velocidade ou aviões, já que atualmente não é possível alcançar uma banda muito extensa quando nos movemos muito rapidamente. Além disso, será possível equipar esses veículos com sistemas de videovigilância em tempo real.

Dispositivos para vestir

Nos próximos anos, além de relógios inteligentes, certamente começaremos a usar roupas inteligentes. Para a expansão dos wearables, um aspecto que precisa ser melhorado é a conectividade. Com o aumento da largura de banda disponível, será possível que a chamada tecnologia para vestir envie dados do meio ambiente ou outras informações relacionadas à saúde, como nosso batimento cardíaco.

Sensores para cidades inteligentes

Espera-se que nos próximos anos sejam implantados sensores para várias finalidades em cidades e áreas rurais: como medir o volume de tráfego até os níveis de poluição do ar ou sonora em uma região específica. Assim como os wearables, a proliferação dessa tecnologia exigirá uma largura de banda maior do que a das redes móveis atuais.

Controle remoto de robôs ou carros

Uma das novidades mais surpreendentes trazidas pela tecnologia 5G será a capacidade de interagir a distância com máquinas em tempo real. Algo essencial quando queremos guiar remotamente veículos ou robôs. Isso ampliaria enormemente as possibilidades de realizar, por exemplo, intervenções cirúrgicas a distância.

Está previsto o lançamento de uma rede 5G durante a Copa do Mundo de 2018

Evitar acidentes de trânsito

A tecnologia 5G irá facilitar a criação de carros sem motoristas. Mas também a melhora da segurança dos veículos já existentes, se forem capazes trocar informações ou até mesmo recebê-las de pedestres. Dessa forma, o carro poderá evitar acidentes quando detectar um risco de colisão. Por isso, é importante a tecnologia de latência ultra baixa, que reduzirá o tempo de resposta das conexões atuais.

Expandir o uso de drones

O vídeo com a chegada de um drone da Amazon para entregar um pacote ficou muito popular na Internet. Mas, por enquanto, algo desse tipo não é possível nem para uma gigante do comércio como a empresa norte-americana. Entre outras coisas, porque existem grandes problemas para que os drones civis possam ser controlados a uma grande distância. A tecnologia 5G pode acabar com o obstáculo e ampliar a utilização dessas aeronaves para um maior número de tarefas.

Arquivado Em: