O vírus que calou o Chile

O marco zero das manifestações sociais em Santiago está vazio. Impressiona o silêncio da quarentena na cidade, enquanto os esforços para controlar a covid-19 se multiplicam