Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Algumas histórias pessoais que parecem mentira e são verdade (sério)

Fizemos uma seleção de feitos surpreendentes que soam falsos, mas que são verdadeiros – e estão dando o que falar na internet

O pinguim mais conhecido como Sir Nils Olav.
O pinguim mais conhecido como Sir Nils Olav. Flickr

Um usuário da rede social de perguntas e respostas Quora quis saber se alguém conhecia algum feito surpreendente que soasse falso, mas que fosse verdadeiro. O tema já tem mais de 500 respostas acumuladas, mas selecionamos as nove histórias sobre oito pessoas (e um pinguim) que mais nos surpreenderam.

1. O jogador de futebol Drogba pôs fim à guerra civil da Costa do Marfim, que ocorreu entre 2002 e 2007. Depois de uma partida pelas eliminatórias da Copa de 2006, Drogba e seus colegas pediram publicamente e pela televisão o fim do conflito, e depois disso houve um cessar-fogo. A partida seguinte foi disputada em uma cidade controlada pelos rebeldes, que convidaram o Governo para ajudar a manter a ordem durante o evento.

2. O barcelonês Joan Pujol García foi condecorado pelos nazistas e pelos aliados. Pujol trabalhou como agente duplo, passando informações falsas aos nazistas durante a II Guerra Mundial. Inclusive inventou uma rede de 27 informantes, chegando a obter uma pensão por viuvez para a mulher de um deles. Foi condecorado com a Cruz de Ferro pelos nazistas e, depois da guerra, com a Ordem do Império Britânico. Em 1949, com ajuda do MI5, viajou a Angola e simulou sua morte por malária. Morreu (imaginamos que dessa vez de verdade) em 1988, em Caracas, aos 76 anos.

3. Yang Kyoungjong não ficou atrás: esse soldado coreano lutou, também durante a II Guerra Mundial, com os japoneses, os russos e os alemães, antes de ser capturado pelos norte-americanos. Emigrou justamente para os Estados Unidos, onde morreu em 1992.

4. O vigarista Victor Lustig vendeu a torre Eiffel ao pobre André Poisson, que inclusive se viu obrigado a subornar Lustig para garantir que o Governo francês aceitaria sua oferta. Lustig chegou a enganar Al Capone.

5. E Mithilesh Kumar Srivastava, conhecido como Natwarlal, vendeu o Taj Mahal e o Parlamento indiano (incluindo os deputados).

6. Dos últimos 15 presidentes norte-americanos, sete foram canhotos – 47%, em vez dos 10% que seria de se esperar.

7. Adolf Hitler e Josef Stalin foram candidatos ao Prêmio Nobel da Paz.

8. Osman Ali Khan, um dos homens mais ricos da história, usou durante anos o diamante Jacob, o quinto maior do mundo, como peso de papéis. Cabe dizer que ele não sabia o quanto essa pedra bruta realmente valia, o que também dá certa ideia do dinheiro que esse senhor possuía.

9. Nils Olav é coronel do Exército norueguês. Também é pinguim.

Leia mais matérias em Verne.