Eutanásia

Mulher autoriza desligar os aparelhos de um paciente terminal pensando que fosse seu irmão

Shirell Powell decidiu acabar com a agonia do irmão em morte cerebral. Mas quem morreu foi um desconhecido de sobrenome e idade semelhante. O irmão estava vivo em uma prisão. Agora ela processa o hospital de Nova York que provocou o erro