Bruno Neri, o jogador antifascista que virou herói da resistência

Um dos primeiros ídolos da história da Fiorentina ficou marcado por se recusar a fazer saudação fascista e morreu há exatos 75 anos em combate contra tropas nazistas na Itália