Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine
Mistério ronda a possível visita de Kim Jong-un a Pequim
15 fotos

Mistério ronda a possível visita de Kim Jong-un a Pequim

A presença de um trem norte-coreano na estação central, um forte sistema de segurança em torno da residência para hóspedes oficiais do Governo chinês, e o vídeo de uma longa caravana de veículos oficiais pelas ruas da cidade desataram os rumores

  • Um homem assiste a reportagem televisiva sobre a suposta visita à China do líder norte-coreano Kim Jong-un em uma estação de trem em Seul (Coreia do Sul). Os rumores começaram na noite de segunda-feira, quando autoridades japonesas detectaram que um trem norte-coreano havia cruzado a fronteira com a China.
    1Um homem assiste a reportagem televisiva sobre a suposta visita à China do líder norte-coreano Kim Jong-un em uma estação de trem em Seul (Coreia do Sul). Os rumores começaram na noite de segunda-feira, quando autoridades japonesas detectaram que um trem norte-coreano havia cruzado a fronteira com a China. AFP
  • Policial e agentes de segurança montam guarda enquanto uma caravana de automóveis circula por uma estrada próxima à residência para hóspedes oficiais do Governo chinês. Ninguém confirma oficialmente, mas há fortes indícios de que o líder norte-coreano se reuniu com autoridades chinesas.
    2Policial e agentes de segurança montam guarda enquanto uma caravana de automóveis circula por uma estrada próxima à residência para hóspedes oficiais do Governo chinês. Ninguém confirma oficialmente, mas há fortes indícios de que o líder norte-coreano se reuniu com autoridades chinesas. AP
  • Veículos de polícia bloqueiam uma estrada que conduz à residência dos hóspedes do Governo chinês, em Pequim. Se confirmada, essa seria a primeira viagem ao exterior de Kim Jong-un desde que chegou ao poder, em dezembro de 2012.
    3Veículos de polícia bloqueiam uma estrada que conduz à residência dos hóspedes do Governo chinês, em Pequim. Se confirmada, essa seria a primeira viagem ao exterior de Kim Jong-un desde que chegou ao poder, em dezembro de 2012. AP
  • Vários agentes guardam o trem procedente da Coreia do Norte que chegou nesta manhã a Pequim. O veículo é muito similar ao que levou o falecido Kim Jong-il a Pequim em 2011.
    4Vários agentes guardam o trem procedente da Coreia do Norte que chegou nesta manhã a Pequim. O veículo é muito similar ao que levou o falecido Kim Jong-il a Pequim em 2011. REUTERS
  • Dois policiais paramilitares e um policial montam guarda em frente à Praça de Tiananmen, em Pequim.
    5Dois policiais paramilitares e um policial montam guarda em frente à Praça de Tiananmen, em Pequim. AFP
  • Uma limusine que, imagina-se, esteja transportando uma delegação norte-coreana percorre a avenida Changan de Pequim. A suposta visita, da qual não se tem confirmação oficial, ocorre no contexto de tímida reaproximação entre as Coreias e do aceno do regime norte-coreano para conversas com os Estados Unidos.
    6Uma limusine que, imagina-se, esteja transportando uma delegação norte-coreana percorre a avenida Changan de Pequim. A suposta visita, da qual não se tem confirmação oficial, ocorre no contexto de tímida reaproximação entre as Coreias e do aceno do regime norte-coreano para conversas com os Estados Unidos. AP
  • Policiais chineses montam guarda em frente à residência de hóspedes do estado Diaoyutai em Pequim. As suspeitas sobre a presença do líder norte-coreano aumentaram porque as especulações sobre sua visita não foram confirmadas ou desmentidas oficialmente.
    7Policiais chineses montam guarda em frente à residência de hóspedes do estado Diaoyutai em Pequim. As suspeitas sobre a presença do líder norte-coreano aumentaram porque as especulações sobre sua visita não foram confirmadas ou desmentidas oficialmente. EFE
  • Exibição de segurança na avenida Changan de Pequim.
    8Exibição de segurança na avenida Changan de Pequim. REUTERS
  • Exibição de segurança na avenida Changan de Pequim.
    9Exibição de segurança na avenida Changan de Pequim. REUTERS
  • Cidadãos esperam que a polícia chinesa abra passagem em frente à residência de hóspedes do estado de Diaoyutai, em Pequim.
    10Cidadãos esperam que a polícia chinesa abra passagem em frente à residência de hóspedes do estado de Diaoyutai, em Pequim. EFE
  • Limusine que pode estar transportando uma delegação norte-coreana percorre a avenida Changan, de Pequim.
    11Limusine que pode estar transportando uma delegação norte-coreana percorre a avenida Changan, de Pequim. REUTERS
  • O pessoal de segurança monta guarda na avenida Changan de Pequim. Segundo o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, "se saberá em seu devido momento" o que justifica a movimentação das autoridades locais. Ele disse desconhecer "por completo" se Kim Jong-un está na China.
    12O pessoal de segurança monta guarda na avenida Changan de Pequim. Segundo o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, "se saberá em seu devido momento" o que justifica a movimentação das autoridades locais. Ele disse desconhecer "por completo" se Kim Jong-un está na China. REUTERS
  • Um policial patrulha com sua moto nas imediações da Praça Tiananmen, em Pequim.
    13Um policial patrulha com sua moto nas imediações da Praça Tiananmen, em Pequim. AFP
  • Dois policiais paramilitares montam guarda no exterior da residência para hóspedes em Pequim.
    14Dois policiais paramilitares montam guarda no exterior da residência para hóspedes em Pequim. REUTERS
  • Policiais e oficiais de segurança chineses vigiam uma rua perto da residência para hóspedes em Pequim.
    15Policiais e oficiais de segurança chineses vigiam uma rua perto da residência para hóspedes em Pequim. AP

MAIS INFORMAÇÕES