Tribuna

#VazaJato: haja o que houver, só não pode sobrar para a imprensa

Chama a atenção que alguns setores da sociedade flertem com a (perigosa) ideia de responsabilizar os próprios jornalistas pelo “vazamento” ou compartilhamento das conversas citadas