Lula em foto de arquivo.

Lula e seu filho são indiciados pela PF por lavagem e tráfico de influência

Petista, preso desde abril após ser condenado pela Lava Jato, é acusado de beneficiar a Odebrecht no Governo Dilma, tendo como contrapartida que a empresa ajudasse seu filho

Argentina
O ex-vice-presidente Amado Boudou no momento de sua prisão em dezembro.

Ex-vice-presidente de Cristina Kirchner volta à prisão

Amado Boudou, condenado em um processo por corrupção, perde o benefício da liberdade vigiada por risco de fuga

Argentina
O ex-vice-presidente kirchnerista Amado Boudou ouve a sentença dos juízes nos tribunais de Buenos Aires.

Justiça argentina condena por corrupção o ex-vice de Cristina Kirchner

Amado Boudou foi punido com cinco anos e 10 meses de prisão por receber subornos no chamado “caso Ciccone”

Investigação ao ex-presidente Lula
O ex-presidente Lula, em março deste ano.

Procuradoria do DF abre inquérito contra Lula por tráfico de influência

Órgão já havia aberto uma apuração preliminar sobre o papel do ex-mandatário nos negócios fechados no exterior pela Odebrecht

Lula da Silva

Lula é investigado por suspeita de tráfico de influência internacional

Procuradoria apura se ex-presidente favoreceu Odebrecht em contratos no exterior com verba do BNDES, diz revista Época

O vice Amado Boudou, em 9 de junho.

Justiça confirma indiciamento de vice-presidente da Argentina

Juízes ratificam sentença que acusava Boudou de ficar com participação de 70% de empresa que imprimia a moeda nacional

O vice-presidente da Argentina, Amado Boudou, chega à sede dos tribunais federais em Buenos Aires para ser interrogado.

Acusado de corrupção, o vice-presidente da Argentina é interrogado em tribunal

Boudou apresentou a sua versão sobre a suposta aquisição de uma empresa de impressão de dinheiro enquanto era ministro

O ex-prefeito de Santiago de Compostela, Ángel Currás, na semana passada.

O prefeito de Santiago de Compostela se demite do cargo

Ángel Currás, envolvido em casos de corrupção, cede às pressões do Partido Popular e desiste de formar um novo Governo

O vice-presidente argentino, Amado Boudou, o passado 4 de fevereiro.

O vice-presidente da Argentina terá de depor por tráfico de influências

Amado Boudou foi acusado de apropriar-se de uma empresa monopolista para poder ser contratado pelo Estado para imprimir papel-moeda