Atentado terrorista deixa 12 mortos em revista.

Ataque a sede de semanário francês em Paris mata ao menos 12 a tiros

O mais jovem dos suspeitos se entregou à polícia Jornal já havia sofrido um ataque em 2011 Stéphane Charbonnier, o diretor da revista que vivia sob escolta, está entre os mortos

Revista já havia sido atacada em 2011

O semanário satírico ‘Charlie Hebdo’ dedicava um número à Tunísia e à Líbia

Diretor do semanário satírico Charlie Hebdo, Charb, em Paris.

“Só consideram provocação quando desenhamos Maomé”

Leia reportagem sobre diretor da 'Charlie Hebdo', Stéphane Charbonnier, publicada em 2012 Charb morreu nesta quarta-feira após atentado a revista que foi invadida por atiradores