Cartaz em Macacos lamenta a ausência de turistas.

A cidade que vive sob os efeitos da ‘lama invisível’

Risco iminente de rompimento de barragem da Vale no distrito de Macacos, perto de Belo Horizonte, altera rotina de moradores, espanta turistas e deixa em suspenso o futuro do local

Familiares no enterro de vítimas da tragédia.

Indignação se volta contra a Vale, que agora promete fim de barragens como a de Brumadinho

Empresa diz que vai por fim a represas como a de Brumadinho em dez locais. Prazo para concluir trabalho é de até três anos

Vista aérea da região de Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte, onde se rompeu a barragem Mina do Feijão.

“Não temos noção do risco em Minas Gerais. Cidades podem desaparecer de uma hora para outra”

O Estado conta com cerca de 450 barragens e pelo menos 22 delas não têm garantia de estabilidade

Everton trabalha numa terceirizada da Vale e estava na barragem de Feijão.

A dor da espera dos familiares por informações depois da enxurrada de lama

Brumadinho é tomado pela angústia de pessoas como Paulo Aniceto, ansioso por notícias do filho Everton, que trabalha numa terceirizada da Vale.

O mato já tomou conta das ruínas de Bento Rodrigues.

Três anos depois, vítimas de Mariana ainda esperam ter casas reconstruídas

Tragédia da barragem do Fundão, em Mariana, deixou 19 mortos e danos socioambientais incalculáveis

As águas contaminadas pela lama no Baixo Gundu.

Julgamento da tragédia de Mariana volta a andar após cinco meses parado

Juiz federal não acatou tese da defesa, que havia pedido a nulidade de provas devido a supostas irregularidades

Roberto Carlos, morador de Colatina, não sabe ao certo se a água está contaminada, mas voltou a pescar.

Moradores já não confiam no Rio Doce e preferem comprar água

Apesar de laudos atestarem que abastecimento de Governador Valadares e Colatina já é seguro, parte dos moradores prefere comprar água mineral

A lama de rejeitos destruiu a casa e a mercearia de Joubert Castro, em Gesteria, a 60km de Mariana. Hoje ele e a família vivem em uma casa alugada em Mariana.

“Quero seguir a vida em outro lugar. Isso foi um sonho que já está destruído”

Dois anos após tragédia de Mariana, atingidos contam como o desastre mudou suas vidas e criticam lentidão de indenizações

Depois da chegada da onda de rejeitos proveniente do rompimento de Fundão, a pesca no mar de Regência foi proibida.

Desastre de Mariana: a vila de pescadores onde não se pode pescar

Lama invadiu a foz do Rio Doce, em Regência (ES), e desde então pescadores estão impossibilitados de trabalhar: "Foi mesmo que cortar meus dois braços e minhas duas pernas".

Morador de Gesteira, a 60km de Mariana, perdeu a casa após a onda de lama.

Em Mariana, a tristeza segue seu curso e a ansiedade só faz crescer

Moradores aguardam a nova vila prometida pela Samarco depois de dois anos do desastre. Região encara sequelas da tragédia que matou 19 e deixou rejeitos ao longo de 600 km

O procurador Eduardo Aguiar, da força-tarefa que investiga o desastre de Mariana.

“Prazo para punir a Samarco é longo, mas é um trabalho de complexidade ímpar”

Necessidade de detalhar prejuízos para chegar à reparação estende prazo do processo, diz procurador

Distrito de Bento Rodrigues, um ano depois da tragédia.

Justiça suspende ação que pode punir responsáveis por tragédia de Mariana

Ex-diretores da Samarco dizem que foram usadas provas ilegais e juiz paralisa processo para análise

O vilarejo de Bento Rodrigues foi devastado pelo tsunami de lama após o rompimento da barragem da Samarco.

Samarco, Vale e 22 pessoas serão julgadas por desastre em Mariana

Acusações são de crimes ambientais e homicídios. Réus terão 30 dias para apresentar defesa

Tsunami de rejeitos chegou até o litoral do Espírito Santo.

Um ano do desastre de Mariana: o que foi e o que não foi feito para reparar os danos

Para representantes da ONU, esforços da Samarco para conter vazamentos de lama foram insuficientes

Um dos projetos dos alunos de arquitetura da Unicamp para Bento Rodrigues.

Construir Bento Rodrigues

No plano da reparação são necessárias soluções técnicas excelentes. Não devemos preteri-las em favor de arremedos

O impacto da maior tragédia do meio ambiente no Brasil, causada por uma inundação tóxica que provocou 19 mortes, ainda é visível um ano depois no povoado de Bento Rodrigues, sepultado completamente por lama e onde ainda flui água contaminada. Na imagem, um grupo de pessoas limpa as mãos depois de representar um ato para marcar o primeiro aniversário.

Bento Rodrigues, um ano depois do maior desastre ambiental do Brasil

A mineradora Samarco trabalha na recuperação de diques que foram impactados com o rompimento da barragem de Fundão.

Preconceito e espera em Mariana, epicentro da dependência da mineração

Atingidos pelo rompimento da barragem convivem com discriminação em Mariana e têm dificuldade de se acostumar com a nova rotina urbana

Um ano após a tragédia, o verde ressurge no povoado fantasma de Bento Rodrigues.

Minha casa, a lama levou

Um ano após a maior tragédia socioambiental do país, ex-moradores de Bento Rodrigues lutam agora contra construção de um dique que vai alagar parte do que restou do povoado

“Entrei em casa e só peguei a chave da caminhonete. Sabia que era ela que ia salvar nossas vidas”

Um ano após tragédia de Mariana, atingidos relembram momento do desastre e falam do futuro

Rompimento da barragem deixou rastro de destruição que se estendeu até o litoral,.

Uma denúncia para cobrar punição pelos mortos no desastre de Mariana

Procuradores pedem à Justiça que executivos da Samarco, Vale e BHP respondam por homicídio Ministério Público quer que empresas sejam julgadas também por 12 tipos de crime ambiental

Momento em que os rejeitos chegaram ao mar

Comissão Interamericana denuncia Brasil à OEA por tragédia em Mariana

Outros 13 casos de violações de direitos humanos por causa da atividade mineradora são mencionados

Seis meses depois da lama da Samarco, comunidades do Rio Doce lutam por justiça

Agência Pública acompanhou caravana de movimentos sociais Encontrou comunidades desestruturadas e ribeirinhos sem fonte de renda

Distrito de Bento Rodrigues foi devastado após rompimento da barragem de Fundão.

Procuradoria pede 155 bilhões de Samarco, Vale e BHP por danos em Mariana

Além de cobrar empresas, MPF quer responsabilizar Governo Federal e Estados de Minas e do Espírito Santo

Cenário de destruição depois do rompimento da barragem

Polícia Civil pede prisão preventiva de ex-presidente da Samarco por desastre de Mariana

Inquérito responsabiliza sete pessoas por rompimento de barragem da mineradora, em Mariana (MG)

Homem carrega caixão de Emanuele, 5, vítima da tragédia.

Diretores da Samarco serão indiciados por mortes na tragédia de Mariana

Polícia Civil ainda vai definir se o crime será enquadrado como doloso ou culposo. Ao todo, 17 morreram

Novo presidente da Samarco, Roberto Carvalho.

Sob pressão, Samarco negocia pagar 20 bilhões por desastre de Mariana

Pacto pode ser primeiro passo para empresa conseguir licença para voltar a operar