Os mafiosos não vão à missa

Presos e membros da Ndrangheta calabresa desafiam a Igreja após a decisão do papa de excomungá-los

Charlatães, carrancudos e o Kansas

A fé nas reduções de impostos tem a ver com dar aos poderosos o que eles querem

Sobre Zúñiga, Neymar e “macacos”

Os xingamentos ao colombiano que tirou da Copa a estrela da seleção revelam o Brasil em que a abolição da escravatura jamais foi completada

...e que ame a China

Hong Kong protesta contra a falta de liberdade política

Uma mudança urgente

A paralisação da reforma migratória nos EUA não é um fracasso de Obama, mas de todo o país

Os caminhos da paz na Colômbia

Chegou a hora de os líderes e organizações internacionais emprestarem seu apoio ao processo em curso

Torcida majoritariamente branca, ontem no Castelão.

A periferia na televisão brasileira, entre a festa e a violência

A quase ausência de negros e mestiços nas arquibancadas dos estádios reproduz um fenômeno muito antigo: a invisibilidade dos pobres

O Brasil também é assim

Os brasileiros criaram uma espécie de armadura que lhes salva quando tudo parece sucumbir

Triunfalistas F.C. vs. Derrotistas F.R.

O sofrido resultado ontem no Castelão só vale até a próxima terça e, caso continue, precisará ser consagrado na catedral do Maracanã

‘Esses malditos estrangeiros’

A entrada de estudantes no Reino Unido não pode ser abordada com os velhos preconceitos

A Copa na China

Não importa que a seleção chinesa não esteja no Brasil A paixão pelo futebol tem um formato particular na China, mas hoje é mais forte do que nunca

Liderança europeia

Matteo Renzi relança o projeto da UE defendendo o crescimento e a integração

A terceira guerra

O Japão se afasta do pacifismo. A China afirma sua presença nos mares circundantes. Crescem os orçamentos de defesa, assim como a verborragia nacionalista. Por isso, o Mar do Sul da China já é a zona do planeta com maior risco bélico convencional

Exasperação civil

O assassinato de três jovens israelenses e um palestino adiciona um perigoso fator ao conflito

Deveriam os corruptos devolver o que roubaram?

Se o Brasil levasse a cabo essa revolução, estou certo de que sua imagem mundial sairia muito mais engrandecida do que se ganhasse várias Copas juntas

Os jogadores do Brasil, durante os pênaltis contra o Chile.

Angústia

Os torcedores brasileiros (e a imprensa esportiva) se perguntam se a angústia que parece afetar os jogadores da seleção não estaria minando sua estabilidade psicológica

Golpe demolidor

A detenção e o interrogatório de Sarkozy dificultam muito sua volta à primeira linha da política

Copa do Mundo 2014: o poder também está em jogo

Enquanto os brasileiros estão nos estádios, os partidos oficializam as candidaturas

Diplomacia cibernética

Os dirigentes do Google visitam Cuba

O Brasil fracassa na Copa

O país perdeu uma oportunidade de ouro para modernizar sua imagem de potência emergente

Obama, o mais europeu

Seus críticos lhe apresentam como um presidente preocupado com as questões sociais

Thomas Piketty, Freud e a Argentina

Os fundos multimercados representam um perigo para a economia mundial

Quanto mais democracia, melhor

A eleição do europeísta Juncker para a Comissão Europeia desmente os maus agouros do pleito de maio

O fracasso de Ortega y Gasset

O filósofo quis democratizar a Espanha, torná-la europeia mediante a persuasão; nisso consistia seu liberalismo. Mas a desilusão com a República e o levante fascista enterraram seu projeto

Torcedores brasileiros assistem à seleção em um telão.

Extraterrestres

Se um ET tivesse chegado à Vila Madalena na hora em que a seleção brasileira dava uma sova em Camarões, também teria podido extrair energia suficiente para voltar a Andrômeda (ou onde fosse)

Sobre mordidas e legados

O mago Lula estava certo quando apostou as fichas para sediar a Copa. Já o estadista que atende pelo mesmo nome, elegeu um poste, porém não cuidou para que ficasse firme e ligado à rede

Firmeza europeia

A assinatura do tratado com a Ucrânia e o aviso à Rússia marcam uma virada na política de Bruxelas