As receitas dos prêmios Nobel de Economia para reduzir a pobreza

A contribuição de Banerjee, Duflo e Kremer é relevante, pois se baseia na ideia de pobreza como um problema multidimensional que vai além da falta de recursos

Nobel de Economia 2019
De esquerda a direita, retratos de Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer, prêmios Nobel de Economia 2019.

Nobel de Economia 2019 premia trio por estudos sobre a redução da pobreza

Banco da Suécia concede o prêmio a Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer por sua contribuição ao desenvolvimento de políticas e incentivos em benefício dos lares mais pobres

FINN E. KYDLAND | ECONOMISTA E PRÊMIO NOBEL
Finn E. Kydland na semana passada em um hotel de Valência, na Espanha.

“Os políticos que impõem travas ao comércio são ingênuos e carecem de visão de futuro”

O economista norueguês acha que as medidas extraordinárias dos bancos centrais contra a crise foram desnecessárias

PRÊMIO NOBEL DE ECONOMIA
Os novos ganhadores do Nobel de Economia, em uma ilustração de Niklas Elmehed, divulgada pela Academia Sueca.

William D. Nordhaus e Paul M. Romer ganham o Nobel de Economia de 2018

Dois norte-americanos levam o prêmio por integrar estudos sobre mudança climática e inovações tecnológicas com a análise macroeconômica

Prêmio Nobel de Economia
Richard Thaler, professor da Universidade de Chicago.

Damos importância demais ao presente (e isso é um erro): este Nobel explica o porquê

Esta é a história do Nobel de Economia, Richard Thaler, que lançou as bases de uma ciência mais ‘real’

Nobel de Economia
Richard H. Thaler, Prêmio Nobel de Economia de 2017.

Richard H. Thaler, Prêmio Nobel de Economia 2017

Norte-americano, de 72 anos, foi reconhecido por seu estudo da economia comportamental

Prêmio Nobel de Economia
O Comitê para o Nobel de Economia com uma imagem dos premiados.

Oliver Hart e Bengt Holmström, Prêmio Nobel de Economia 2016

O Banco da Suécia concede a eles o prêmio de maior prestígio das ciências econômicas por sua contribuição para as Teorias dos Contratos

Psicologia

Não fale sobre meritocracia ao desempregado

Experiência feita em vários países mostra como o desemprego acaba com a confiança na recompensa ao esforço

Prêmio Nobel de Economia 2015

Angus Deaton, Nobel de Economia por estudos da pobreza e do bem-estar

Catedrático da Universidade de Princeton, o matemático escocês é muito crítico às políticas de austeridade aplicadas pela Europa

MATEMÁTICA
O matemático norte-americano John Nash.

Morre John Nash, uma mente brilhante

Nobel de Economia, que inspirou um filme sobre sua vida, foi vítima de um acidente de trânsito nos EUA. Nash lutava contra a esquizofrenia

Prêmio Nobel
Jean Tirole, em uma imagem de arquivo.

O francês Jean Tirole recebe o prêmio Nobel de Economia de 2014

O comitê sueco reconhece o trabalho do professor Jean Tirole, de 61 anos, que também estuda as bolhas econômicas

OBITUARIO
Gary Becker, esquerda, recebe o Nobel de mãos do príncipe de Suecia, Carl Gustaf, em 1992.

Gary Becker, primeiras lembranças

O professor da Universidade de Chicago morre aos 83 anos. Ele estudou o capital humano e utilizou o raciocínio econômico para analisar inclusive o comportamento criminoso.

Bolha à brasileira
Vista panorâmica de São Paulo.

Um Nobel faz um novo alerta sobre o mercado imobiliário no Brasil

Robert Shiller reforça que os preços dos imóveis no Rio de Janeiro e em São Paulo subiram mais que o dobro da inflação

O homem da democracia

Vida e obra de Robert A. Dahl