Os 20 melhores edifícios do século XX

Cinquenta renomados arquitetos de todo o mundo escolhem o que consideram os melhores imóveis do século passado para o The Now Institute, um centro de pesquisa associado à Universidade de Los Angeles (UCLA). Esta compilação forma um cânone, 100 edifícios do século XX

Louvre (Paris): Entre os milhares de museus existentes no mundo, há alguns que nenhum viajante deixa de visitar. Como estes 20 mais concorridos, que fazem parte do ranking de “Os 500 melhores lugares do mundo para viajar”, elaborado pelos especialistas do guia Lonely Planet. É verdade que muitos dentre esses milhões de turistas visitam anualmente o Museu do Louvre, o primeiro da lista, em busca da Mona Lisa, de outras obras de Leonardo da Vinci e da Vênus de Milo. Depois, passeiam sem rumo por esta enorme pinacoteca repleta de maravilhas artísticas, instalada em um edifício do século XII que é quase tão interessante quanto as exposições que abriga. A pirâmide de cristal, de Ieoh Ming Pei, foi muito criticada quando foi erguida, mas essa justaposição da arquitetura ultramoderna com o fundo histórico reflete a eclética seleção de 35.000 obras de arte e antiguidades internacionais que podem ser encontradas no Louvre. (www.louvre.fr).

Os museus mais visitados do mundo

Do Museumquartier, em Viena, ao Guggenheim de Bilbao, as 20 grandes referências da arte

'Mujer na bañera', uma das esculturas incluídas em 'Jeff Koons: a retrospective'.

Koons coleciona recordes em Nova York

O Museu Whitney, em Nova York, escolhe o artista mais cotado do mundo para se despedir de sua sede original

Fortunato Depero, 'Arranha-céus e túneis' (Gratticieli e tunnel), 1930.

Futurismo, a beleza da violência

O Museu Guggenheim de Nova York reconstrói o universo do movimento italiano em uma exposição com 360 obras

REVISTA SÁBADO
Yoko Ono, em julho do ano passado.

A segunda vida de Yoko Ono começa depois dos 80

Em paz com McCartney e otimista sobre a evolução do mundo, a administradora de parte do legado dos Beatles inaugura nesta semana uma ampla retrospectiva no museu Guggenheim de Bilbao