Séries de Televisão
Alan Arkin e Michael Douglas, em 'O método Kominsky'.

‘O Método Kominsky’: falar do envelhecimento sem perder o humor

Michael Douglas e Alan Arkin protagonizam a nova comédia de Chuck Lorre. Atores e série concorrem ao Globo de Ouro 2019

76ª edição do Globo de Ouro
Os atores Sandra Oh e Andy Samberg, anfitriões da cerimônia do Globo de Ouro 2019.

Globo de Ouro 2019: os indicados aos prêmios de cinema e televisão

Cerimônia de entrega dos prêmios, considerados uma prévia dos Oscars, acontece em 6 de janeiro

Crítica | Homem-Formiga e a vespa
Evangeline Lilly e Paul Rudd, no filme.

O prazer efêmero da modéstia

Sua espalhafatosa modulação de teor cômico se rompe em uma das tramas da segunda metade da narrativa, quando outra história altera o tom geral do filme

<b>Diagnóstico.</b> Hugh Grant (Londres, 1960) estava chegando ao auge em 1995, graças a sucessos como <i>Quatro Casamentos e um Funeral e Razão</i> e <i>Sensibilidade</i>, nos quais interpretava o amável galã de olhos azuis. Em sua vida privada, estava há oito anos com a atriz e “top model” Liz Hurley. Por isso, foi uma surpresa ao ser preso fazendo sexo oral em seu carro com uma prostituta. Além da raiva monumental de sua namorada, este evento causou um escândalo mundial que afetou sua carreira e o obrigou a confessar seu vício em sexo.

<b>Tratamento.</b> Depois de se desculpar publicamente em um programa de televisão, Grant foi perdoado por sua namorada com a condição de que fizesse um teste de HIV. Assim, pouco a pouco, o ator recuperou seu prestígio. Mas ele logo voltou aos seus antigos hábitos. Mudou de namorada (estava com Jemima Khan) e foi surpreendido novamente alternando com prostitutas. É como disse Divine Brown, a ex-prostituta com quem ele foi pego em 95: “Hugh não pode controlar seus impulsos, por isso nunca será fiel”.

15 Famosos que confessaram ser viciados em sexo

Hugh Jackman, Lindsay Lohan, Britney Spears... Assim fizeram público seu problema e assim tentaram o superar

A famosa cruzada de pernas de Sharon Stone em ‘Instinto Selvagem’.

25 anos depois, alguém mente sobre a cruzada de pernas de ‘Instinto Selvagem’

O diretor do filme, Paul Verhoeven, e Sharon Stone acusam um ao outro de mentir sobre os meandros da cena

Uma guerra mundial, dois casamentos, quatro filhos (um deles é o ator Michael Douglas, com quem recentemente tirou essa selfie), a morte de um deles, 95 filmes, uma luta mortal contra a indústria de Hollywood, um acidente de avião, um enfarte. A vida de Kirk Douglas (Nova York, 100 anos) atravessa na sexta-feira a linha centenária, e ele a percorreu sem nunca poupar esforços para o desafio seguinte. Dois joelhos novos, meia fortuna doada a causas beneficentes e um neto na cadeia depois, Douglas já não tem nada a provar. Tudo o que representa já não existe: essa América ingênua e cheia de esperança e essa Hollywood que ele mesmo dinamitou por dentro. Mas ele não vai deixar de lutar. Abriu caminho em Hollywood interpretando um boxeador, utilizou seu poder para lutar pelos marginalizados e completa 100 anos na sexta-feira transformado em um campeão.

Kirk Douglas, ou o milagre de chegar aos 100 anos apesar de todos os contratempos

Uma grande salva de palmas para ele não pelo fato biológico de chegar a um século de vida, mas pela dignidade, a bravura e a honestidade com as quais viveu cada um desses dias

Zeta-Jones e Douglas, nesta terça.

Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones: reconciliação sobre o tapete vermelho

Os atores, separados desde agosto, confirmam sua reconciliação durante uma estreia de Steven Soderbergh. Por ROCÍO AYUSO